Por pbagora.com.br

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Fernando Gonçalves, informou nesta segunda-feira a assessores que só vai analisar o pedido de liberdade do ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), após receber a avaliação do Ministério Público Federal sobre o caso.

A expectativa é que o pedido de revogação da prisão preventiva seja analisado na tarde de hoje pela Corte Especial –que reúne os 15 ministros mais antigos.

Segundo o STJ, até o início da manhã de hoje, o parecer do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ainda não tinha sido entregue.

Gurgel disse a interlocutores que se manifestaria após analisar o relatório da Polícia Federal com os últimos depoimentos da primeira fase de investigação da Operação Caixa de Pandora, que investiga o mensalão do DEM.

A PF deve encaminhar ainda hoje o material para o Ministério Público Federal e para o STJ.

No relatório, além dos interrogatórios, o delegado Alfredo Junqueira também deve repassar o resultado da perícia realizada nos vídeos gravados pelo delator do esquema, Durval Barbosa, que mostram políticos – inclusive Arruda –, assessores e empresário negociando e recebendo suposta propina. Junqueira deve ainda solicitar a prorrogação das investigações por 30 dias.
 

 

Folha

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cícero Lucena evita contabilizar quantos vereadores terá na base

Nesta quinta-feira (21), o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), declarou que no momento não há uma preocupação sobre quantos vereadores estarão na sua base na Câmara Municipal ou…

Deputado Baleia Rossi, candidato a presidência da Câmara dos Deputados, cumpre agenda na PB

O candidato a presidência da Câmara, deputado Baleia Rossi (MDB/SP), visita hoje os estados da Paraíba e do Maranhão. Na Paraíba, Rossi desembarca as 10:40 no aeroporto, faz uma visita…