A Paraíba o tempo todo  |

Falta de paciência e pavio curto tira o ‘riso’ da gestão em Sousa

""TOLERÂNCIA ZERO: falta de paciência e pavio curto de gestor tira o ‘riso’ da cidade mais importante do Sertão da PB

Apesar de ser o prefeito do município conhecido nacionalmente como ‘a cidade Sousa’, no Sertão paraibano, o peemedebista recém-eleito para governar a cidade de Sousa, André Gadelha, não está encontrando tantos motivos para sorrir desde que assumiu o mandato em janeiro deste ano.

A postura à frente da gestão que é tida por alguns aliados como ‘ranzinza’, tem apontado um ‘Andrezão’ com pouca paciência e pavio curto, com direito a respostas ríspidas a ouvintes de emissoras de rádio e cenas de bate boca com líderes de movimentos sociais na cidade.

A mais nova polêmica envolvendo o gestor foi registrada no último dia 02 de julho, durante entrevista à rádio Líder FM. Na ocasião o prefeito fazia um balanço dos primeiros meses de gestão, uma espécie de prestação de contas, quando foi interpelado por um ouvinte, identificado apenas como Francisco, que insinuou que o gestor estaria desviando os recursos do município.

Nesse momento, Gadelha ficou irritado com a insinuação, alterou o tom de voz na emissora e começou a dizer que não precisava do dinheiro público já que seu patrimônio foi conquistado pelos pais e avós ao longo dos anos. Ainda segundo o prefeito, a família Gadelha dispõe de quase 20 propriedades na região de Sousa, não sendo necessário o uso do dinheiro público para enriquecimento.

Após o desabafo, o gestor disse que estava há muito tempo com essa resposta entalada na garganta e ainda alfinetou os adversários.
“Estou na politica porque gosto e tenho muito para fazer por Sousa, e não porque quero enricar”, disparou o prefeito.

A forma ríspida de responder e se contrapor aos questionamentos dos adversários, no entanto, tem colocado o prefeito de Sousa como um possível ditador, visto que até mesmos os aliados estariam demonstrando certa temeridade para levar os problemas e pepinos para o gestor resolver.

Atualmente, um dos mais fervorosos opositores a gestão André Gadelha é o sindicalista Jota Cândido, do PSOL, que vem cobrando sistematicamente do prefeito o cumprimento de promessas de campanha, a exemplo do pagamento do aluguel social para os sem teto do município.

Ausente de espírito esportivo, André Gadelha anda sem o sorriso no rosto e com um olhar que grita mais que uma sirene.

 

Márcia Dias


PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe