Ex-secretário executivo de planejamento do Governo da Paraíba, Fábio Maia emitiu uma nota na tarde desta terça-feira (03) para comentar o imbróglio envolvendo o PSB paraibano, diante do anúncio de desfiliação do governador João Azevêdo da agremiação.

No texto, Maia ratifica o compromisso com o ex-governador Ricardo Coutinho e diz que o poderio da máquina não irá apagar a memória do povo paraibano.

Leia nota na íntegra:

Como membro do Partido Socialista Brasileiro, que está realizando um processo de autorreforma histórico diante da crise da democracia representativa neste país, não posso ser omisso com o que vem ocorrendo na Paraíba. Os verdadeiros ataques sempre foram a autonomia do PSB e sua maior liderança política, o ex-governador Ricardo Coutinho. Aqueles que, através de falácias e do discurso falso da Democracia e vitimização traem um projeto que foi aprovado e que trouxe inúmeras mudanças na vida dos Paraibanos e Paraibanas na gestão socialista de Ricardo Coutinho, pensam que usar o poderio da máquina pública em meios de comunicação vai apagar da memória do povo o fato de que traição e ingratidão são os reais motivos de seus interesses. Diante disso, neste momento, reafirmo meu compromisso com o PSB e faço ecoar a fala de nosso Presidente Nacional Carlos Siqueira: “Na política só perdemos o que temos”.

Fabio Maia

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do PT retoma agenda ‘Lula Livre’ e deixa defesa a RC em ‘stand by’

Ha pelo menos uma semana o presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo não faz nenhuma menção à defesa de Ricardo Coutinho nas redes sociais, voltando suas postagens apenas a…

Análise – ALPB abre os trabalhos em fevereiro com duas bombas: a Fundação PB Saúde e reforma da Previdência

O brasileiro costuma afirmar que o ano só começa após o carnaval. Essa afirmação momesca, no entanto, reside no imaginário coletivo do povo brasileiro, mas, de fato, um novo ciclo…