Ex-secretário executivo de planejamento do Governo da Paraíba, Fábio Maia emitiu uma nota na tarde desta terça-feira (03) para comentar o imbróglio envolvendo o PSB paraibano, diante do anúncio de desfiliação do governador João Azevêdo da agremiação.

No texto, Maia ratifica o compromisso com o ex-governador Ricardo Coutinho e diz que o poderio da máquina não irá apagar a memória do povo paraibano.

Leia nota na íntegra:

Como membro do Partido Socialista Brasileiro, que está realizando um processo de autorreforma histórico diante da crise da democracia representativa neste país, não posso ser omisso com o que vem ocorrendo na Paraíba. Os verdadeiros ataques sempre foram a autonomia do PSB e sua maior liderança política, o ex-governador Ricardo Coutinho. Aqueles que, através de falácias e do discurso falso da Democracia e vitimização traem um projeto que foi aprovado e que trouxe inúmeras mudanças na vida dos Paraibanos e Paraibanas na gestão socialista de Ricardo Coutinho, pensam que usar o poderio da máquina pública em meios de comunicação vai apagar da memória do povo o fato de que traição e ingratidão são os reais motivos de seus interesses. Diante disso, neste momento, reafirmo meu compromisso com o PSB e faço ecoar a fala de nosso Presidente Nacional Carlos Siqueira: “Na política só perdemos o que temos”.

Fabio Maia

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: Bolsonaro pratica a “política” da morte enquanto o mundo luta pela vida

Aliados e até mesmo auxiliares próximos de Jair Bolsonaro estão em alerta absoluto com o impacto negativo e catastrófico causado pelo presidente em toda malha social do país. Até mesmo…

Mandetta diz a Bolsonaro que vai contrariá-lo se orientação não for técnica

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, avisou ao presidente Bolsonaro que faria um “freio de arrumação” durante a entrevista coletiva deste sábado (29) com a equipe da pasta sobre…