De uma maneira inusitada o ex-vereador e poeta Biu de Aquino elaborou um poema e em versos externou a sua insatisfação com a maneira que vem sendo conduzida a cidade de Marí  pelo prefeito Marco Martins (PSB).

 

Segundo Biu de Aquino, Marco Martins esqueceu da pobreza principal responsável por sua vitória, definiu a administração como um ‘desmantelo’ e que a população trocou um voto apenas pelo sorriso;

 

É válido lembrar que Marco Martins anda em baixa com os poetas de Mari, pois perdeu o apoio da poetisa Rosângela Veríssimo que externou em público seu rompimento e descontentamento com o atual prefeito.“O povo elege, mas o povo derrota”, afirmou a poetisa Rosângela Veríssimo.

 

Confira os versos elaborados pelo poeta e ex-vereador Biu de Aquino, feitos em homenagem ao prefeito Marco Martins:

 

""Ó minha linda Mari

Hoje parei para falar

Um pouco de sua história

Porque não posso deixar
De fazer alguns versos
para os marienses escutar

 

Mari é uma área planície
De povo humilde e trabalhador
Do rosto queimado pelo sol
Mais tem um grande valor
Tem água doce e plantio rural
Para mim é um jardim cheio de flor

 

Mesmo sendo admirador
Da minha cidade Mari
Que a pouco tempo já foi
Terra do fumo e do abacaxi
Agora quero falar um pouco
Da administração daqui

 

Olhando com muita atenção
Vejo tudo desmantelado
As ruas todas no escuro
O matadouro abandonado
A fábrica da Penalty sumiu
O hospital continua fechado

 

""Falta médico no Procanor
Em qualquer posto onde chegar
A creche do Amor Divino Estar exposta ao ar
Esse governo de todos
É mesmo o governo do azar

 

Quando falo assim
É somente pra dizer
Todos nós resolvemos votar
Foi na esperança de ver
Os marienses mais feliz E a nossa cidade crescer

 

Estar sendo o contrário
Só se ver festa no Lebrão
No futebol parou tudo
Só temos decepção
Só irão fazer campeonato
No ano da eleição

 

Falta carro para os doentes O culpado não sou eu
Dizem voltem amanhã
Só que amanhã já morreu
Enquanto falta carro para os doentes
Nos empenhos sobram pneus

 

Nós votamos na esperança
De Mari tornar um paraíso
Só que estar sendo contrário
Mari estar no prejuízo
Nós trocamos nossos votos
Apenas pelo sorriso

 

Hoje vivo tão arrependido
De ter votado nesse cidadão
Porque é uma alma sem corpo
È um corpo sem coração
È um animal Batizado
No meio dessa nação

 

Ele só gosta dos ricos
Porque tem muita riqueza
Só vive com os dentes aberto
Gozando de suas belezas Porque ele já esqueceu
Quem lhe elegeu foi a pobreza

 

Se eu podesse resolvia
Os problemas da minha cidade
Colocava lampada nos postes
Com maior facilidade
Mesmo não resolvendo tudo porém resolvia pela metade.

 

PB Agora com informações do Expressopb

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…

Veneziano representa o Senado em evento de Turismo realizado em João Pessoa

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) esteve nessa sexta-feira (18), ao lado do governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), participando da abertura da 9ª edição do JPA Travel Market,…