Por pbagora.com.br

Quase dois anos de “confinamento” o ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB), quebrou o silêncio para atacar o ex governdor Ricardo Coutinho (PSB), e o governador João Azevedo (Cidadania).
Na primeira entrevista concedida desde o processo eleitoral de 2018, no programa Ideia Livre da TV Itararé, na Cássio afirmou que o ” rompimento” entre o ex-governador Ricardo Coutinho e o seu sucessor João Azevedo “é falso e artificial”.

“É apenas uma estratégia de defesa. Eles se defenderão melhor passando a ideia de que estão rompidos. Mas a Paraíba foi enganada”, acrescentou CCL.

Para Cássio João Azevedo foi é o grande beneficiário, porque simplesmente ele ganhou um mandato de governador”.

Durante a entrevista, Cássio fez críticas a seu ex- companheiro de partido Cícero Lucena, pré-candidato a prefeitura de João Pessoa e agora filiado ao Partido Progressista.

O ex senador lembrou sua relação de amizade com Lucena afirmando que esteve ao seu lado nos seus momentos políticos mais difíceis.

Ele afirmou também que estranhou a saída de Cícero do ninho tucano já que ele dizia que não seria candidato, mas disse ser legítima sua vontade de entrar na disputa pela PMJP.

– Tenho uma relação tranquila com Cícero no momento mais difícil da vida dele eu estive ao seu lado. Ele foi meu companheiro de chapa em 2006. Poucas pessoas teriam coragem de pegar na mão de alguém que enfrentou o que ele enfrentou. A minha vida inteira sempre demonstrei gestos de solidariedade a ele. Ele sempre disse nesses últimos tempos que não seria candidato. É legítimo ele disputar, sair do PSDB e ir pro PP – frisou.

SL
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC pede ao STF relaxamento das medidas restritivas

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), que lançou seu nome como pré-candidato à PMJP na noite dessa quarta-feira (16), pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) um relaxamento das medidas restritivas impostas…

Opinião: Anísio Maia tem história e razão. Ricardo Coutinho tem historia, razão e votos…

Neste momento crucial da vida política brasileira, em que o País está sendo arrastado para o caos por uma onda ultraconservadora inspirada no bolsonarismo, o mais sensato seria que partidos,…