A Paraíba o tempo todo  |

Ex-senador aponta o nome de Gervásio como favorito para diretório de JP

Ex-senador confirma que deseja renovação, aponta o nome de Gervásio como favorito para diretório de JP e contesta unanimidade de Vené

 O ex-senador Wilson Santiago (PMDB) não anda nada satisfeito com sua legenda e colocou mais lenha na polêmica envolvendo o diretório de João Pessoa. Para ele, é necessária a renovação e citou o nome de Gervásio Maia como o de consenso e pré-combinado.

 

“Precisamos sim de renovação, o atual presidente do diretório estadual, José Maranhão, fez uma reunião para algumas lideranças políticas de João Pessoa, mas não se definiu o candidato para o diretório da Capital. Vamos aguardar até o dia 30 para saber em que vai dar. Os nomes postos foram o dos deputados estadual Gervásio Maia, que já vem pleiteando desde 2007, o federal Manoel Junior, o vereador João Almeida”.

 

Santiago expos seu desejo e criticou postura de Manoel Junior que não colocou seu nome na disputa anteriormente como fez Gervásio Maia.
“Eu entendo que se você renuncia a uma postulação em favor de alguém objetivada com alguns compromissos futuros, esse nome seria o de Gervásio Maia, para mim foi um compromisso não sei para os demais. Eu estou defendendo o nome dele. Acho que Manoel Junior também estava nesse compromisso em relação a isso. Ele deveria ter colocado na mesa sua pretensão e não agora, essa é que é a grande verdade”.

 

 

Outro fato de contrariedade é o consenso em torno do nome do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego. Segundo Wilson, outros devem ser ouvidos e uma composição deve ser estudada, sem ter que impor nada e sim discutindo com os aliados o melhor nome para representar a oposição em 2014.

 

 

“Não postulei sair do PMDB, alguns integrantes do partido é que estão forçando isso. Eles estão me excluindo do processo político de discussão da própria composição da chapa de 2014. Eu defendo a construção de uma candidatura que ela saia unida da base de 2010 e que poderão representar uma composição para 2014. Não concordo é com a imposição e muito menos com a exclusão da forma como está”.

 

E emenda seu descontentamento.

 

“Alguns só veem Veneziano e eu particularmente também vejo outros nomes, tá mais do que claro que o PT defende uma candidatura, assim como o PP que tem demonstrado isso, será que esses partidos não precisam ser ouvidos para se montar uma composição política, ou para se antecipar uma candidatura. Eu defendo que o PMDB tenha um candidato, mas defendo o direito dos demais partidos de falar, isso é legítimo. Ninguém ganha a eleição de governador e nem de senador se não unir os partidos”.

 

 

Vanessa de Melo

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe