Por pbagora.com.br

 Para o ex-presidente estadual do PT, Charliton Machado, a ‘chapa dos sonhos’ dos partidos de esquerda, ao Senado, é Ricardo Coutinho e Luiz Couto. “Seriam duas candidaturas fortíssimas”, disse à imprensa.

O petista, porém, entende a decisão do governador de não entrar na disputa: “Tenho essa leitura: ficando no governo, ele terá papel importante como elemento aglutinador do processo eleitoral”, avaliou.

Sexta-feira (11), indagado pela imprensa o ex-presidente estadual do PT, se ele manteria sua pré-candidatura a deputado federal, independentemente das novas regras eleitorais que estão sendo apreciadas pelo Congresso. “Só serei se não houver distritão”, disse, taxativo.

Semana passada, a comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou o novo modelo, que prevê que seriam eleitos para o Legislativo os candidatos mais votados – no atual sistema, proporcional, em que o eleitor vota no candidato e na legenda, o chamado coeficiente eleitoral ajuda o candidato a obter mais votos. Para que entre em vigor nas eleições de 2018, a medida precisa passar por dois turnos de votação nos plenários da Câmara dos Deputados e no Senado, até setembro.

O dirigente petista faz uma crítica que vem ganhando corpo entre os chamados partidos menores, à esquerda, segundo a qual esse modelo beneficia quem já tem mandato, e os “grupos políticos familiares”.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Desvio de verba: ex-prefeito de Pilõezinhos e parentes entram na mira da justiça

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) ofereceu, nesta terça-feira (1º/12) denúncia contra o ex-prefeito do município de Pilõezinhos, Rosinaldo Lucena Mendes; o sobrinho dele e a ex-esposa desse sobrinho, por…

Aberto ao diálogo: Marcílio do HBE não descarta marchar na base de Cícero

O vereador Marcílio do HBE, eleito em João Pessoa pelo Patriotas, afirmou com todas as palavras que seu posicionamento na Câmara, seja de oposição ou governista, dependerá do prefeito eleito…