Em entrevista bombástica concedida ao programa Arapuan Verdade, na tarde desta terça-feira (22), o ex-presidente do PSL de Sergipe, João Tarantela acusou o deputado federal paraibano, Julian Lemos (PSL) de armar um movimento nos bastidores para trair o presidente da República, Jair Bolsonaro. O dirigente tratou o parlamentar paraibano como um político frio, calculista, que visa apenas fortalecer uma imagem pessoal em detrimento das melhorias para o país.

“Hoje ele faz parte de um complô no PSL, não para ajudar o Brasil, mas para ele tentar se fortalecer politicamente, e jogando tudo aquilo que o eleitor de Bolsonaro sonhou e gostaria que estivesse acontecendo”, disse.

O ex-dirigente ainda lembrou que à época das eleições, Julian Lemos com a cúpula do PSL do Estado o tirou do páreo na disputa pelo Governo de Sergipe e colocou um candidato que no 2º turno acabou apoiando o PT.

“Julian Lemos agora passa em Aracaju, me tirou de novo do projeto, e colocou um agrupamento que trabalhou contra Bolsonaro, ou seja, pessoas que trabalharam em prol do projeto do PT, que é o Rodrigo Valadares, que é do PTB, ligado a turma do PT, ou seja, essa lambança é o que representa o papel do paraibano no projeto de Bolsonaro. Ninguém reconhece a postura dele aqui no Estado por conta dessas lambanças. Ele começou a fazer manobras e não só Bolsonaro, mas os filhos do presidente reconheceram e botaram ele de escanteio. O Julian no primeiro momento nos ajudou e depois desmontou tudo”, desabafou.

Tarantela assegurou que, no Estado, a decepção com Julian Lemos é gigantesca. “A gente não reconhece a liderança de Julian Lemo (…). Ou ele muda o jeito de fazer política na Paraíba, ou a população vai mandar um recado curto e grosso para ele. É encerrar os quatro anos e mandar ele pra casa. Na linha de Bolsonaro ele não vai estar, porque hoje ele trabalha contra o presidente”, completou.

O ex-dirigente foi mais além e ousou dizer que Julian estará, em 2022, no mesmo palanque que João Dória (PSDB), que aproveitou a onda Bolsonaro para se eleger governador, e depois se tornou o grande traidor do projeto.

“Talvez ele aí na Paraíba estará fazendo campanha para Dória, porque de pessoas como Julian você não pode esperar muito. Ele vai para imprensa diz uma coisa e nos bastidores faz outra”, finalizou.

PB Agora

Total
6
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ciro Gomes abre portas do PDT para João e diz que RC ainda é uma grande força

Após Marina Silva (Rede), mais um ex-presidenciável manifestou interesse de contar com o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), em seu partido. Agora foi a vez de Ciro Gomes, do…

Sales Dantas afirma: “Oposição está unida em Cabedelo para 2020”

O encontro na Fortaleza Santa Catariana reuniu todos os atores que figuram na oposição ao prefeito do município portuário, Vitor Hugo. A reunião fora pautada na união de forças com…