O juiz da 8ª Vara Federal da cidade de Sousa, Dr. Marcos Antônio Mendes de Araújo Filho, condenou o ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Antônio Araújo de Oliveira (DEM), por ato de improbidade administrativa.

A sentença foi proferida ainda na tarde de ontem, terça-feira (05).

A ação, impetrada pelo Ministério Público Federal, diz respeito a convênio do município com o Ministério do Turismo na administração do ex-gestor, para a realização do Xamegão 2008, no valor de R$ 200 mil. O Ministério Público apontou inexigibilidade e citou simulação de licitação na contratação de bandas, palco e iluminação, reprovando a execução financeira do convênio apresentada à época pela Prefeitura Municipal de Cajazeiras.

Com a decisão, Carlos Antônio deve ressarcir o erário público com a quantia de R$ 20 mil atualizados, mais multa civil de R$ 40 mil, além da proibição de contratação com o poder público e perda dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos.

""

Redação

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian diz que informação sobre lista negra de Bolsonaro é ‘fake news’ e critica jornal

O deputado federal Julian Lemos, após o Jornal O Globo afirmar que ele estaria ‘numa lista negra’ do presidente da República Jair Bolsonaro, afirmou que a informação é uma ‘fake…

Citada na Calvário, deputada Estela coloca sigilos à disposição da Justiça

A deputada Estela Bezerra (PSB) que foi citada na Operação Calvário, colocou os seus sigilos bancário, patrimonial e telefônico à disposição da Justiça. A decisão foi informada através de nota…