A Paraíba o tempo todo  |

Ex-namorada que denunciou agressão coloca nome à disposição para disputar com Tyrone, em Sousa

A advogada Myriam Gadelha, filha do falecido ex-prefeito da cidade de Sousa, Salomão Gadelha e ex-namorada do atual gestor da cidade, Fábio Tyrone, revelou na manhã desta sexta-feira (07) durante entrevista à Rádio Líder FM, que o seu nome está à disposição do seu grupo político, encabeçado pelo seu tio, Marcondes Gadelha, para concorrer à Prefeitura da Cidade Sorriso nas eleições deste ano.

O nome de Myriam já está colocado como pré-candidata, embora ainda não tenha sido confirmado para a prefeitura, já que dentro do próprio grupo já são ventilados os nomes de Leonardo Gadelha, André Gadelha e do médico Zé Célio, mas durante a entrevista Myriam destacou que o seu desejo é sim concorrer à prefeitura

“Na maioria das vezes não nos perguntam o que a gente realmente quer… minha vontade é ser candidata a prefeita de Sousa, mas não sou de fazer birra e confusão e estou a disposição do grupo porque sou entusiasta da democracia. O que acho interessante e gosto de colocar é a falta de escolha que nos dão porque em momento algum eu me coloquei para um cargo e meu desejo é ser candidata a prefeita, mas estou aguardando a decisão do grupo” declarou.

Questionada sobre como seriaconcorrer com Fábio Tyrone, que é acusado por ela de tê-la agredido, a pré-candidata declarou que o fato de querer disputar a prefeitura não é um capricho pessoal.

“Meu desejo de ser prefeita de Sousa é muito antigo, mas ninguém nunca me perguntou. Não tenho interesse de ser prefeita em razão do meu ex-namorado ser o atual gestor e ele ter me agredido e eu querer disputar contra ele. Não tem nada a ver com questão pessoal, está longe disso. O que tenho é um projeto e não uma batalha pessoal, o que eu quero não é por um capricho pessoal. Mas acredito que não existe um bom gestor antes de haver uma boa pessoa e está claro que ele não é uma boa pessoa pois agride mulheres, pessoas próximas a ele, então se você é uma pessoa alcoólatra, que agride fisicamente, que quer resolver as coisas na violência então não tem como você ser um bom gestor” sentenciou.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe