Durante entrevista à Rádio Cultura da cidade de Guarabira, o deputado estadual e atual secretário de Esportes e Lazer da Paraíba falou a respeito do seu posicionamento diante da crise instalada no PSB paraibano.

Hervázio, assim como outros políticos do grupo girassol, decidiu continuar apoiando o governo de João Azevêdo (PSB), diferentemente de outros colegas de sigla que preferiram tomar o partido do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

De acordo com o secretário, mesmo ele considerando RC um amigo, ele acredita que o presidente da Fundação João Mangabeira esteja indo para um suicídio político, com isso ele declarou que não é obrigado a seguir todos os passos de Ricardo.

“Não tenho o que falar de mal dele, mas agora eu não sou obrigado, não casei com ele para o passo que ele der eu ir atrás. Se eu noto que um amigo tá indo pro suicídio político, ele pode até tá certo e eu errado, mas eu tenho o direito de fazer minha opção, ou não? questionou complementando:

“Eu não entrei na política pelas mãos de Ricardo”.

PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente da ALPB e líder do Governo atribuem a Cabo Gilberto tática para embargar votações

Em entrevista a imprensa o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba deputado Adriano Galdino e o líder do Governo, deputado Ricardo Barbosa, ambos do PSB, reclamaram da tática utilizada semana…

Luciano Cartaxo leva “puxão de orelhas” em público de Damião durante encontro

Um encontro em Brasília entre o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) e bancada paraibana no Congresso Nacional, na última terça-feira (8),  resultou num puxão de orelha para o…