Durante entrevista à Rádio Cultura da cidade de Guarabira, o deputado estadual e atual secretário de Esportes e Lazer da Paraíba falou a respeito do seu posicionamento diante da crise instalada no PSB paraibano.

Hervázio, assim como outros políticos do grupo girassol, decidiu continuar apoiando o governo de João Azevêdo (PSB), diferentemente de outros colegas de sigla que preferiram tomar o partido do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

De acordo com o secretário, mesmo ele considerando RC um amigo, ele acredita que o presidente da Fundação João Mangabeira esteja indo para um suicídio político, com isso ele declarou que não é obrigado a seguir todos os passos de Ricardo.

“Não tenho o que falar de mal dele, mas agora eu não sou obrigado, não casei com ele para o passo que ele der eu ir atrás. Se eu noto que um amigo tá indo pro suicídio político, ele pode até tá certo e eu errado, mas eu tenho o direito de fazer minha opção, ou não? questionou complementando:

“Eu não entrei na política pelas mãos de Ricardo”.

PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vené e João têm conversa amistosa e reforçam sintonia

Assim como anunciado na última sexta-feira (09), o senador Veneziano (PSB) confirmou que se encontrou com o governador João Azevêdo (sem partido) nesse final de semana para tratar da conjuntura…

Análise: Tião Gomes acusa falta de lisura à OS que administrará o Trauma e João deve escutá-lo para evitar uma nova ‘Calvário’

O governador João Azevêdo (sem partido) deve iniciar a semana com um provável problema no que diz respeito à lisura da Irmandade de Santa Casa de Misericórdia de Birigui, do…