O advogado Roosevelt Vitta, secretário-chefe da Controladoria Geral do Estado (na foto ao lado) disse nesta 3ª feira, que o Governo não poderá fornecer nenhum tipo de detalhamento pessoal sobre as gratificações e salários de servidores públicos efetivos ou comissionados, pois essa prática constitui crime contra o sistema financeiro nacional, por significar quebra de sigilo bancário.

Mantido sigilo bancário

Esta declaração foi feita em resposta aos pedidos formulados pelos integrantes da Comissão de Transição nomeada pelo governador eleito Ricardo Coutinho (PSB), dirigidos ao governador José Maranhão(PMDB).Roosevelt me disse que esse tipo de informações sobre a intimidade financeira dos funcionários não compete à Comissão de Transição, mas a bancos que praticam agiotagem oficial.

Ricardo venderá Fopag?

Nas entrelinhas, Roosevelt quis insinuar que o futuro Governo socialista já está estudando a contratação de um novo estabelecimento de crédito para administrar a Folha de Pagamento do Estado, que já foi da competência do extinto Paraiban, passando depois para o controle do ABN Real Bank e hoje está nas mãos do Banco do Brasil.

Folha de pagamento aumentará

Vitta disse também que a Folha de Pagamento vai crescer ainda mais, neste final de ano, com contratação de novos 300 Agentes Penitenciários e 1.280 Policiais Militares, todos concursados na gestão do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e que serão nomeados através de ato a ser publicado no Diário Oficial do estado, assinado por Maranhão, nas próximas semanas.

Ficará dinheiro no cofre

Roosevelt garantiu que Maranhão deixará a quantia de R$ 130 milhões, por ano nos cofres do Estado, somente destinados para pagar os empréstimos que foram contraídos através de financiamento com diversos bancos oficiais, como o BNDES, BID, Cooperação Andina e Banco Mundial.

Dívida pode aumentar

Além disso – segundo ele – existe a margem de crédito no valor total de R$ 700 milhões, como capacidade financeira de endividamento do Tesouro estadual, à disposição de Ricardo Coutinho, para ser usado como o futuro governador quiser.

Pensamento governista

Duas frases exemplares, de autoria do próprio Roosevelt Vitta servem muito bem para demonstrar qual será o clima predominante na reunião entre as duas comissões de transição, que deverão se encontrar pela primeira vez nesta quarta-feira, para discutir detalhes técnicos, no Gabinete Ecológico que fica nas dependências do Jardim Botânico “Benjamim Maranhão”, na área verde de uso comum ao Ibama e à Cagepa, na Mata do Buraquinho, em João Pessoa.

– Existe hoje em dia muita sinistrose, com todo tipo de gente ameaçando a todo momento botar ex-secretários na cadeia, mesmo sem nenhum motivo para isso, ainda sem querer descer de cima do palanque.

– O governador José Maranhão não sairá pela janela da política e nem da história de uma hora para outra, pois vai exercer seu mandato até o último minuto do dia 31 de dezembro de 2010.

Atualização diária na Internet

Vitta não sabe explicar porque a Comissão de Transição ricardista pediu para ele fornecer uma “Relação dos Presídios” com sua respectiva população carcerária em 63 cadeias, 17 presídios, seis instalações especiais, três colônias agrícolas e mais o Manicômio Judiciário, localizado vizinho à “Juliano Moreira”. Roosevelt disse que o Sistema Prisional relata diariamente pela Internet todos esses dados sobre onde estão cada um dos mais de nove mil detentos paraibanos.

Para Lula e Zé da Silva

Mais uma vez, ele usou duas frases impactantes, para justificar este seu posicionamento perante os assessores indicados por Ricardo Coutinho:

– Esses dados solicitados por eles já estão disponíveis on-line na Internet, para qualquer cidadão consultá-los, de Zé da Silva ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), bastando apenas saber usar um computador.

– O resto da relação peçam ao Tribunal de Justiça, como a listagem contendo todos os Processos Judiciais e Precatórios que tramitam em diversas instâncias, ou a tabela contendo o índice de criminalidade por tipo e região.

Ministério Público fica de fora

Vitta disse que também não entendeu porque a Comissão de Transição da coligação “Uma Nova Paraíba” pediu ao Ministério Público para indicar um representante (coisa que até hoje não foi feita pelo procurador-geral Oswaldo Trigueiro do Valle Filho). Ele argumenta que a Procuradoria Geral de Justiça do Estado serve apenas como Fiscal da Lei, sendo este seu papel institucional e não para trabalhar como assessora especial de qualquer governante, atual ou futuro.

Sumiço de HD, memória deletada

O coordenador da equipe de transição maranhista adiantou que o ex-secretário de Administração do Estado, Gustavo Nogueira (membro do grupo de trabalho ricardista) pode ficar tranqüilo, que – ao contrário, segundo ele – do legado deixado pelos ex-gestores estaduais no mês de fevereiro de 2009, quando José Maranhão reassumiu o cargo de mandatário-chefe no Palácio da Redenção, não haverá desaparecimento proposital de HD’s (hard-discs, ou seja, pentes de memória) anteriormente existentes dentro dos principais computadores do Governo e nem serão apagadas informações cruciais para o funcionamento da máquina administrativa.

Samba-do-crioulo-doido

Para concluir, Roosevelt Vitta revelou que a Comissão de Transição de Ricardo não tem um interlocutor único, servindo para confundir o grupo de trabalho formado por ele junto com os secretários Sales Gaudêncio (Educação), José Maria de França (Saúde), Antônio Fernandes (Administração), Marcus Ubiratan (Finanças) e Francisco Sarmento (Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência & Tecnologia).

– Zenóbio Toscano pede uma coisa por ofício, depois Aracilba Rocha telefona pedindo outra informação e Walter Aguiar também aparece como porta-voz desse pessoal, onde todos solicitam sempre as mesmas coisas, os mesmos dados, tudo ao mesmo tempo, transparecendo que nem eles mesmos estão conseguindo se entender.

– Pelo jeitão, tá ficando parecido com a Torre de Babel…

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Gervásio revela conversa com RC para ex-governador assumir rédeas do PSB/PB

“Fiz essas ponderações e consegui convencê-lo. Levarei a boa notícia ao presidente Carlos Siqueira, para que ele possa construir a composição com a participação do governador João Azevedo”. A declaração…

Ricardo Barbosa aponta Cida e Estela como estopim da crise no PSB

As deputadas Cida Ramos e Estela Bezerra voltaram a ser apontadas pelo líder do Governo João Azevêdo na Assembleia Legislativa da Paraíba, Ricardo Barbosa, como as responsáveis por provocar o…