A Paraíba o tempo todo  |

Esquizofrenia geral

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    O prefeito Ricardo Coutinho chama o seu companheiro de partido Guilherme Almeida de esquizofrênico. Leio, nas entrelinhas, que a crítica é extensiva a todos os pessebistas que ousam discordar do seu líder maior. Todos esquizofrênicos.

    Mas estaria, também, o prefeito esquizofrênico?

    Afinal, motivos não lhe faltam: há tanto tempo na prefeitura e ainda está empatado com o governador José Maranhão na disputa para o governo em 2010. Some-se a isso, além dos “esquizofrênicos pessebistas”, o fato de que cinco diretórios do PT decidem apoiar Maranhão, num momento em que qualquer baixa no interior do Estado é um tremendo golpe para o prefeito. Na conjuntura apontada pela pesquisa deste portal, ele não pode perder nenhum votinho sequer.

    Estaria – ou sempre foi – o PT esquizofrênico?

    O PSDB está claramente dividido. Uma banda pende para o apoio ao prefeito Ricardo, já defendido por Cássio Cunha Lima como algo que pode vir a ser “natural”; outra para a candidatura do senador Cícero Lucena ao governo. Os tucanos se bicam em plena crise, batem as asas e voam pra lugar nenhum. A imprensa, ávida por novidades, fica fuçando as duas possibilidades, sem conseguir chegar a uma conclusão lógica, enquanto Cícero prefere acreditar que as rusgas entre o governador e o prefeito são apenas jogo de cena pra enganar a oposição.

    Estariam Cássio, Cícero e a imprensa esquizofrênicos?

    E Maranhão, que nomeia-desnomeia, não faz mais obras e nem sequer consegue completar seu governo? Também não estaria esquizofrênico?

    A esquizofrenia teria chegado até aos nanicos. O PTN, calo do prefeito, dá um ataque de esquizofrenia e vira a casaca.

    E enquanto a política toda simula uma síncope, os eleitores, aturdidos, assistem a tudo ora incrédulos, ora desanimados, ora revoltados. Mas são os únicos que podem dar um jeito nessa doideira toda em 2010. Isso se, até lá, não estiverem também esquizofrênicos.

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe