A Paraíba o tempo todo  |

PB: especialista comenta aumento de candidatos indígenas nas eleições

O número de candidatos que se declararam indígenas aumentou em mais de 27% nas eleições desse ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até o início da semana, tinham sido registrados 2.177 candidatos indígenas em 2020, contra 1.715 , em 2018. Na Paraíba, 61 indígenas paraibanos estão na disputa eleitoral em quatro dos seis municípios do Estado onde, oficialmente, estão localizadas 36 aldeias das Nações Tabajara e Potiguara. Para Márcio Santilli, sócio fundador do Instituto Socioambiental (ISA), destaca que o engajamento cada vez expressivo das comunidades indígenas na cena política brasileira representa uma grande oportunidade para os povos tradicionais.

Nas Eleições 2020, 61 indígenas paraibanos estão na disputa eleitoral em quatro dos seis municípios do Estado onde, oficialmente, estão localizadas 36 aldeias das Nações Tabajara e Potiguara. A reportagem do Jornal A União realizou um levantamento nesses seis municípios com base nas estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e constatou que três indígenas disputam cargos majoritários (prefeito ou vice-prefeito) e outros 58 tentam uma vaga nas câmaras municipais.

Atualmente na Paraíba encontram-se os Potiguara e os Tabajara, ambos da Nação Tupi, com uma população indígena aproximada de 16 mil pessoas, representando 0,43% do total da população do Estado (4,039 milhões de habitantes de acordo com os últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE). Dos 61 candidatos, 59 indígenas são da etnia potiguara e apenas dois são tabajara. Essas duas candidaturas são para vereador no município do Conde, localizado na Região Metropolitana de João Pessoa, distante a 37 quilômetros da capital e com uma população de 25 mil habitantes. Os candidatos são Ednaldo Cacique Tabajara (PT) e Índio do Conde (PSB). Disputam uma vaga no Legislativo um total de 152 candidatos a vereador. “É crescente a participação dos índios nos processos político e eleitoral brasileiro nos últimos anos. Essa eleição é uma oportunidade de avanço significativa por parte dos índios na sua representação local, apesar das condições especiais do processo eleitoral em meio à pandemia da covid-19”, comentou Márcio.

Tento pouco mais de 24 mil habitantes e distante a 52 quilômetros da capital paraibana, Rio Tinto, de acordo com dados da Justiça Eleitoral, são oito os candidatos a vereador autodeclarados indígenas. São eles: Cacique Cal (Progressistas), Delosmar da Silva (PSC), Luan Potiguara (Cidadania), Manuel (Solidariedade), Maria Zilda (PSC), Peo da Galinha (Cidadania), Professora Guia (Solidariedade) e Zé Bonitinho (PSC). Na cidade, 67 candidatos disputam uma vaga na câmara de vereadores.

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe