Por pbagora.com.br

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ganhou as eleições do 1º turno em 2014, na disputa pelo Governo da Paraíba, mas acabou levando uma rasteira no 2º turno do pleito, perdendo por mais de 100 mil votos de diferença para o governador Ricardo Coutinho (PSB), que conquistou a reeleição à época.

Analistas políticos apontam que o apoio do PMDB ao PSB em detrimento ao PSDB foi o fiel da balança. Agora, para não incorrer no mesmo “erro” e evitar ver o apoio do PMDB escorrer pelos dedos, o tucano começa a corrigir os deslizes nas alianças e modificar a estratégia política, acenando para uma aliança com o PMDB para 2018.

Em 2014 foram os problemas pessoais tidos por seu pai, o poeta Ronaldo Cunha Lima (PSDB) com o senador José Maranhão que impediram a aproximação. Por isso, Cássio, durante a ultima campanha, alijou uma aliança com o PMDB, e consequentemente perdeu o fiel da balança. Os votos do PMDB foram determinantes para a virada e vitória de Ricardo Coutinho na eleição.

Atualmente, em um novo cenário, Cássio faz questão de se fortalecer politicamente ao lado de Maranhão. Ontem durante confraternização do PMDB o tucano chegou a posar para fotos ao lado de Maranhão.

As declarações do tucano também demonstram o quanto o cenário mudou. Ao ser interpelado sobre o sucesso futuro, ele prega a união das oposições, realidade diferente em 2014, quando escolheu uma chapa puro sangue na disputa estadual.

Diante da foto que foi repercutida nas redes sociais, com os dois senadores em clima de confraternização, muita gente brincou, ao afirmar que “gato escaldado tem medo de água fria”.



PB Agora

Notícias relacionadas

Na PB, PSOL aponta prejuízos para servidores com reforma administrativa

O ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, comentou postura de deputado paraibano contra a PEC 32, que discute a Reforma Administrativa na Câmara dos Deputados. Em seu perfil nas redes…

Opinião: Cícero embarca só na reeleição de João ou leva os Ribeiros e o partido?

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), já teria manifestado incondicional apoio à reeleição do governador João Azevedo (Cidadania). Pelo menos foi o que revelou, com absoluta exclusividade, o…