Por pbagora.com.br
 
 

Os moradores do bairro do Ligeiro estão próximos de comemorar mais um benefício. Graças a mais uma emenda, desta vez no valor de R$ 300 mil, de autoria do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), o governador da Paraíba, João Azevêdo, assinou, na última terça-feira (08), a ordem de serviço para mais obras de pavimentação na localidade.

Fruto da emenda de Veneziano serão contempladas as seguintes ruas: Rua João Alberto Couto Maia, Rua Arnaldo Correia de Siqueira (Trecho II) e Rua Luzia Gaudêncio de Queiroz, onde serão realizados serviços de Terraplenagem, Pavimentação (3.667,09m²), Sinalização, Rampa de Calçada de Passeio em Concreto para PCD, Caiação de Meio – Fio, entre outros serviços.

Segundo Veneziano, as ordens assinadas pelo Governador João Azevêdo simbolizam muito bem o carinho que o gestor tem por Campina Grande. “Já tinham sido pavimentadas 11 ruas, também oriundas de emendas nossas, agora mais três ruas serão comtempladas, nessa parceria com o Governo do Estado, que tem inúmeras obras na cidade, nas áreas de saúde, educação, construção de moradias, abertura de vias, dentre outras”.

Fruto da parceria entre o senador Veneziano e o governo João Azevêdo já foram pavimentadas as ruas do Conjunto do Ipep: Rua Frei Louro Schwart; Rua Paisagista Roberto Burlemark; Rua Manoel Filho; Rua Maria Menezes de Melo; Rua Aeroaldo Veloso; Rua Vivien Pessoa; Rua Eutilha Andrade e Rua José Cavalcanti, fruto da emenda no valor de R$ 850 mil, que com um aditivo chegou ao valor de R$ 1,2 milhão.

 

Assessoria

 
 
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – Prefeito de Pombal agiu exemplarmente. Errados estão os que negam a ciência e a vacina

Nos últimos dois dias, a hipocrisia pautou uma discussão idiota estimulada por uma onda odienta contra o prefeito da maravilhosa cidade de Pombal, Abmael de Sousa Lacerda, o Doutor Verissinho…

Leis da ALPB asseguram direitos a paraibanos em prestação de serviços

Quem ficou sem renda, durante a pandemia, sentiu na pele a angústia de ver os boletos chegarem e não ter como arcar com os pagamentos. Já imaginou o desespero de…