Por pbagora.com.br

O diretório do PSL de Santa Rita denunciou em nota emitida nesta segunda-feira (18) que vereadores de Santa Rita estariam ameaçando jornalistas de morte. 11 parlamentares do município são investigados pelo Gaeco e pela Polícia Civil da Paraíba.

De acordo com a nota, os vereadores estariam acusando os jornalistas pela divulgação do caso que ficou conhecido como a ‘Farra das Diárias’. “Calar a imprensa sob o chicote da ameaça é uma medida insensata e injustificável”, diz a nota.

A denúncia ganhou repercussão nacional após o caso ser abordado pelo programa Fantástico, da Rede Globo.

Os vereadores foram presos em flagrante durante a Operação Natal Luz, que investiga o uso indevido de diárias pagas pela Câmara de Santa Rita a vereadores que usariam cursos e congressos como fachadas para viagens turísticas.

Confira nota do PSL na íntegra assinada pela presidente Eliane Nunes:

Notícias relacionadas

De olho em 2022, Romero propaga fake news plantada por Bolsonaro sobre valores repassados para combater pandemia

A Controladoria Geral do Estado (CGE) da Paraíba divulgou, na tarde de ontem, levantamento sobre os recursos federais recebidos para as ações diretas de combate à covid-19. A gestão estadual…

JP: homem se esconde embaixo de cama, mas é morto a tiros

Um homem foi assassinado na noite de ontem (3), no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa. Segundo informações da polícia, a vítima teria se escondido debaixo da cama…