O diretório do PSL de Santa Rita denunciou em nota emitida nesta segunda-feira (18) que vereadores de Santa Rita estariam ameaçando jornalistas de morte. 11 parlamentares do município são investigados pelo Gaeco e pela Polícia Civil da Paraíba.

De acordo com a nota, os vereadores estariam acusando os jornalistas pela divulgação do caso que ficou conhecido como a ‘Farra das Diárias’. “Calar a imprensa sob o chicote da ameaça é uma medida insensata e injustificável”, diz a nota.

A denúncia ganhou repercussão nacional após o caso ser abordado pelo programa Fantástico, da Rede Globo.

Os vereadores foram presos em flagrante durante a Operação Natal Luz, que investiga o uso indevido de diárias pagas pela Câmara de Santa Rita a vereadores que usariam cursos e congressos como fachadas para viagens turísticas.

Confira nota do PSL na íntegra assinada pela presidente Eliane Nunes:

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: as eleições de 2020 serão marcadas pela polarização, pondo o povo como vítima de uma ‘guerra’ que não é dele

As eleições de 2020 na Paraíba terão sabor e cheiro de polarização política. Uma postura maléfica para o estado e, claro, a todos os eleitores interessados em boas propostas relativas…

Veneziano diz que Ricardo “não se sente à vontade com sentimento pacifista”

Ainda filiado ao PSB, o senador Veneziano Vital do Rêgo tem evitado polemizar o racha dentro do partido. Em entrevista nesta quinta-feira (05) ele ressaltou que seu futuro político ainda…