Por pbagora.com.br

Atendendo a uma solicitação da Associação Paraibana do Ministério Público (APMP), uma reunião realizada no final da manhã desta quinta-feira (13), na sede da Procuradoria Geral de Justiça, tratou das declarações proferidas pelo prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira (PRP), contra a promotora de Justiça Anita Bethânia Silva da Rocha e a instituição. O presidente da APMP, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, anunciou que medidas judiciais serão tomadas pela Associação, que também emitiu uma nota oficial conjunta com a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) em repúdio ao prefeito.

As declarações de Reginaldo contra a promotora foram divulgadas por meio de uma gravação publicada em um site de compartilhamento de vídeos. Elas teriam sido feitas em uma reunião com vereadores. 

“Não é compreensível ou racional que o gestor municipal Reginaldo Pereira tenha optado por extrapolar os legítimos limites de sua defesa, ofendendo a honra da promotora de Justiça, com ataques levianos”, diz um trecho da nota divulgada pelo promotor Francisco Seráphico. “É preocupante que um prefeito se utilize desse expediente, agredindo a promotora de Justiça com afirmações caluniosas, difamatórias e injuriosas, além de terminar por afrontar o próprio Ministério Público, demonstrando a completa falta de equilíbrio, serenidade e respeito com os poderes constituídos e as instituições públicas”.

A reunião desta manhã contou com as presenças do procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora; do corregedor-geral da instituição, Alcides Jansen; do secretário-geral do MPPB, Carlos Romero; do promotor de Justiça Clístenes Bezerra de Holanda, do Caop do Patrimônio Público; da promotora de Justiça Anita Bethânia; do procurador de Justiça Francisco Sagres; e do próprio presidente da APMP, Francisco Seráphico.

“A agressão verbal do prefeito de Santa Rita a uma das nossas melhores promotoras atinge não só a ela, como toda a instituição”, lamentou o procurador-geral de Justiça, Bertrand Asfora. Ele também ressaltou que medidas judiciais devem ser tomadas contra Reginaldo.

 

Clique aqui e confira a nota na íntegra

 

Ao portal parlamentopb, prefeito de Santa Rita diz que não reconhece veracidade em gravação e vai pedir perícia

O prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira (PRP), deve pedir uma perícia no áudio original da gravação relativa a uma reunião mantida por ele com auxiliares e vereadores e na qual xingou e criticou a promotora do município, Anita Bethânia Rocha. A informação foi transmitida por uma fonte ligada ao prefeito.

"Ele garante que o áudio postado no You Tube não tem veracidade e está aguardando receber alguma notificação oficial para solicitar perícia no audio. Ele quer provar que é uma montagem e está em pedaços. Foi assim que fizeram também para prejudicá-lo na campanha eleitoral e estão fazendo agora", disse a fonte, pedindo reserva de sua identidade.
 

 

Redação

Com JPOnline e parlamentopb

Notícias relacionadas

Após sete horas de votação, Câmara aprova retorno das aulas presenciais

O projeto que prevê a reabertura de escolas e faculdades durante a pandemia (PL 5595/20) foi alvo de disputa durante sete horas de votação no Plenário da Câmara dos Deputados.…

Privatização dos Correios: veja como votou a bancada da Paraíba

Na noite de ontem (20/4), a Câmara dos Deputados votou em caráter de urgência o projeto que facilita a privatização dos Correios. Foram 280 votos favoráveis, 165 contrários e 1…