O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) falou em uma emissora de rádio de João Pessoa nesta segunda-feira (09) sobre o imbróglio dentro do PSB paraibano que culminou com a marcação de uma reunião, pelo presidente nacional da sigla Carlos Siqueira, para tratar sobre o tema, na tarde de hoje.

De acordo com Veneziano, ele não vê razões para que a situação não seja resolvida na reunião de logo mais. O socialista disse que já conversou com o ex-governador Ricardo Coutinho, assim como com o atual gestor estadual João Azevêdo e trabalhou para o realinhamento de ambos ao projeto no estado, mas disse que cabe apenas aos dois o desfecho da situação.

“O meu comportamento sempre foi no encaminhamento dessa recomposição, eu não identifico razões para que nós não superássemos uma situação que é indesejável como essa. É indesejável para o partido, é indesejável para o projeto afinal de contas esse projeto foi vitorioso nos últimos anos em face daquilo que foi apresentado” disse.

Vené ainda declarou que não faz opções por um ou por outro e que o seu desejo é apenas a recomposição da sigla.

“Nós não estamos a discutir preferências entre A ou B, todos nós sabemos a importância e a força política e eleitoral do ex-governador Ricardo Coutinho como também sabemos o trabalho, os valores e merecimentos do governador João Azevêdo tanto para que o projeto fosse vitorioso quanto para que esse projeto fosse sequenciado. Eu não estou a fazer opções, eu desejaria que houvesse a recomposição e para ela eu trabalhei, mas nós temos um limite e ele chega no instante em que só os dois condutores aceitem sentar e definir novos rumos,” pontuou.

O senador ainda revelou uma conversa por telefone com Carlos Siqueira onde ele deu a notícia de que Azevêdo não iria ao encontro desta segunda em Brasília.

“Eu tinha falado com o próprio presidente Carlos Siqueira por telefone ele me perguntava se o governador João Azevêdo estaria presente à reunião em Brasília e eu dizia que ele não estaria, pedia desculpas e iria fazer uma justificativa por documento, mas que não se sentiria à vontade pelos motivos que ele já expos publicamente, mas enfim, agora a decisão cabe ao diretório. Ademais é isso, eu lamento profundamente porque ambos são fundamentalmente importantes ao PSB” concluiu.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Especialista contradiz Cartaxo sobre funcionalidade da drenagem da Barreira

Apesar do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV) ter recentemente visitado os trabalhos de drenagem na barreira do Cabo Branco, que estão sendo realizados pela prefeitura, com recursos próprios…

Júnior Araújo avalia como oportunismo o anúncio de apoio a João Azevêdo feito por Dra. Paula

O deputado estadual Júnior Araújo (PSB) avaliou como sendo oportunista o apoio anunciado pela também deputada estadual Dra. Paula ao governador João Azevêdo (PSB). De acordo com Araújo, tanto a…