Por pbagora.com.br

Passadas mais de 24 horas, o soldado da Polícia Militar da Paraíba, Waldomiro Bandeira, que foi vitima de um seqüestro seguido de tentativa de assalto, fato ocorrido no final manhã dessa quarta-feira (18), no Retão de Manaíra, em João Pessoa, abriu o coração e falou do que mudou na sua vida após ter sido obrigado, por três bandidos, a sacar R$1 mil do banco Santander.

Antes de sacar o dinheiro o policial, que estava à paisana, sacou o revólver, matou um dos bandidos, atirou na cabeça do outro e prendeu o terceiro.

Durante entrevista ao Programa Caso de Polícia na TV Tambaú, o soldado Bandeira foi tratado como um verdadeiro herói, atendeu diversos telefonemas de telespectadores e contou detalhes da sua vida após o ocorrido. Em um relato comovente, o policial chegou até mesmo a se emocionar ao falar da esposa.

src=/userfiles/image/BANDEIRA%201.jpg“Eu agradeci muito a Deus de ter a oportunidade de estar na minha residência e estar ao lado da pessoa que eu amo! O que passou na minha cabeça foi isso, é hora de agradecer bastante a Deus, por estar vivo e estar curtindo aquele momento de botar a cabeça no travesseiro e tentar dormir! Dormir eu não consegui, pelo menos estava acordado ao lado de quem eu amo e isso foi fundamental!”, confidenciou com bastante emoção.

Bandeira fez um pedido especial para sua companheira que se chama Thais.

“Aproveito ate para pedir desculpas, peço mil desculpas pelo que faço, mais você sabe que amo o que faço! Amo meu trabalho, saímos de casa sem saber se iremos voltar e vez por outra sujeito pode sair ferido nesse tipo de situação e temos um compromisso com a sociedade paraibana, pois temos que honrar com esse compromisso, embora muitas vezes a nossa família pede para parar e para ficar em casa!”, contou o militar.

Por fim, o policial ‘herói’ fez um pedido para toda a sociedade paraibana:“Vejam em cada policial nas ruas como heróis!”, contou.

RELEMBRE: Um policial militar à paisana frustrou, na manhã da última quarta-feira (18), uma saidinha de banco, seguido de sequestro relâmpago que seria realizado contra ele no momento em que saía de uma agência bancária do Santander, localizada no Retão de Manaíra em João Pessoa. A ação  acabou com a morte de um dos assaltantes e deixou outro ferido.

O policial chegou a ser rendido e colocado dentro de um veículo, com dois dos assaltantes, enquanto o terceiro tentava fazer o saque na agencia bancária.

Treinado para atuar em situações de risco, o policial decidiu reagir após desconfiar que pudesse ser morto depois que fosse identificado como policial.

 

Na ação, dois assaltantes foram atingidos à bala, um deles morreu, outro ficou ferido e o terceiro preso pelo segurança da agência, que ajudou o policial na prisão. O assaltante ferido foi resgatado por profissionais do Samu e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

 

 





style=margin:





style=margin:



style=margin:



style=margin:

 

Henrique Lima

PB Agora

Notícias relacionadas

Mutação de Cássio na política vira alvo de críticas nas redes sociais

Com décadas na política paraibana o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) se caracterizou por ser um ‘camaleão’ no tocante as mudanças nos seus discursos. Não é difícil achar na internet…

Em 100 dias de governo, gestão Bruno em CG conquista aprovação de 74,4%

Levantamento também aponta 84% de avaliação positiva à maneira do prefeito governar e 87% de boas expectativas da cidade para os próximos quatro anos de administração municipal Pesquisa de opinião…