Por pbagora.com.br

O site da Crusué detalhou nesta quarta-feira (15) um trecho da delação de Sérgio Cabral que apontou o pagamento de uma ‘mesada’ de R$ 100 mil para o paraibano Vital do Rêgo e mais dois outros ministros do TCU.

De acordo com repercussão publicada no Antagonista, a Crusoé informa que Sérgio Cabral delatou os ministros Vital do Rêgo, Bruno Dantas e Raimundo Carreiro.

“Eles teriam recebido valores mensais, por meio de um contrato simulado entre a Fecomércio e um escritório de advocacia. Cada um dos ministros teria recebido 100 mil reais mensais por um período de mais de um ano, segundo a delação do ex-governador. Ele também afirma que outros 100 mil reais ficavam com o advogado Marcelo Nobre.”

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Acéfala, oposição na ALPB busca um líder para chamar de seu

Sem Raniery e sem Eduardo Carneiro, liderança já foi dispensada por Camila Toscano e Tovar Correia Lima Após o deputado Raniery Paulino (MDB), que atuava como líder da oposição na…

Análise – Sucessão: os prós e os contras em torno de Edilma, a escolhida pré-candidata pelo critério do cunhadismo

Como se não bastasse as derrotas que o seu grupo político vem acumulando nas últimas eleições, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), achou por bem de apostar no…