Em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (23), no Palácio da Redenção, o governador João Azevêdo (PSB) anunciou a extinção definitiva de todos os contratos com as Organizações Sociais do Estado da Paraíba, a partir de janeiro de 2020.

Segundo ele, o encerramento se dará ao termino do contrato, que ocorre agora em dezembro de 2019. João explicou que a saúde não tem como paralisar os trabalhos e por isso a mudança se dará como se um pneu tivesse que ser trocado com o carro em movimento.

João também falou que com a PBSaúde dois grandes problemas para a Paraíba serão sanados, a gestão pelas OSs da maneira como foi feita no estado e dos codificados.

“Extinguiremos de forma definitiva os os contratos com as organizações de gestão pactuada em função dos problemas todos que ocorreram, a medida que os contratos forem encerrando. Essa é uma meta. Essa proposta tem como objetivo resolver dois grandes problemas, a gestão das OSs da forma que aconteceu e a questão de mais de 20 anos dos codificados. Essa é uma exigência constante dos órgãos de controle pedindo a solução dos codificados e vamos resolver e definitivo porque com a criação da PB Saúde. Um marco, uma da data extremante importante para a saúde na Paraíba” disse.

Ainda conforme o governador, todos os contratos de gestão pactuadas em andamento serão encerradas até o inicio de Fevereiro, seguindo um cronograma, onde não serão mais feitos contratos de emergência e à partir de abril, toda gestão passa para a PBSaúde.

Confira o cronograma de encerramento dos contratos:

Hospital de Trauma de João Pessoa – (28/12)
Hospital de Mamanguape – (28/12)
Maternidade Peregrino Filho, em Patos – (15/01)
Hospital Metropolitano, em Santa Rita – (31/01)
Upa de Guarabira – (31/01)
Upa de Santa Rita – (31/01)
Upa de Princesa Izabel – (31/01)
Hospital Regional de Souza – (31/01)
Hospital do Bem, em Patos – (22/02)

Na fase de transição, ao final de cada contrato, a Secretária de Estado da Saúde assume cada unidade hospitalar, ou seja, não serão mais feitos contratos de emergência. Nenhum serviço será interrompido.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Eu fico do lado dos especialistas”, diz secretário de saúde de JP ao ser contra reabertura do comércio

Ao ser indagado se apoia a decisão da reabertura do comércio, posição essa defendida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro que é contrario ao isolamento social devido a pandemia do…

Líderes da situação e oposição na ALPB falam sobre a importância da união das forças contra o Covid-19

Neste momento, de pandemia coronavírus (Covid-19), esta doença provocou pelo menos um fator positivo na politica, que é a união de forças contra a doença. Um exemplo disso, foi a…