O candidato do PSB ao Governo do Estado, João Azevêdo, participou, nesta quinta-feira (13), de uma sabatina promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (Sitiupb), na sede da entidade, em Campina Grande. Além de debater propostas para o setor de saneamento básico, o socialista reafirmou o compromisso de manter a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) como uma empresa pública, ratificando a decisão do governador Ricardo Coutinho (PSB) de não privatizar a estatal.

“Vocês sabem que a Cagepa era uma empresa deficitária antes de nós assumirmos o governo em 2011, e hoje é uma empresa que dá lucro e que faz obras. O governador Ricardo Coutinho tomou a decisão de não privatizar a empresa e podem ter certeza que a Paraíba não irá privatizar a Cagepa. Pelo menos no meu governo, a empresa não corre esse risco”, afirmou João.

O candidato socialista revelou que o Governo da Paraíba enfrentou pressões e boicotes do governo federal, porque não acatou o indicativo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para privatizar a Cagepa. Ele lembrou que o BNDES orientou os Estados a privatizarem suas empresas de distribuição de água e tratamento de esgoto no ano passado.

“Nós entendemos que uma empresa como a Cagepa tem que ser pública, porque ela tem um caráter social. Nós estamos investindo R$ 300 milhões no Sistema Adutor TransParaíba, que vai levar água da transposição do São Francisco para 19 municípios do Curimataú. Quando uma empresa privada faria um investimento desse, se o retorno financeiro só se daria em 200 anos?”, questionou João. “Só o governo faz, porque tem compromisso com o povo”, completou.

O presidente do Sitiupb, Wilton Maia, destacou que a categoria pressionou o sindicato para ouvir os candidatos a governador sobre a possibilidade de privatização da Cagepa. De acordo com ele, o candidato que passou mais segurança sobre a impossibilidade de desestatização da companhia, foi João Azevêdo. “Essa assembleia foi muito importante e cumpriu o seu papel, já que o candidato João Azevêdo se comprometeu publicamente e diante da categoria que a Cagepa vai continuar pública”, disse o sindicalista.

Durante a sabatina no Sitiupb, João esteve acompanhado da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), da candidata a deputada federal Ana Claudia (Podemos), do vereador de Campina e candidato a deputado estadual Anderson Maia (PSB), da ex-deputada federal Nilda Gondim (MDB) e da diretora nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Dilei Aparecida.

 

Redação com Assessoria

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Felipe Leitão lembra três nomes do DEM para disputar a PMJP e ressalta que sigla vai realizar pesquisas no inicio de 2020

O deputado estadual, Felipe Leitão (DEM) conversou com a redação e comentou a sucessão municipal em João Pessoa no próximo ano. O deputado que já foi vereador em João Pessoa…

Julian Lemos revela que filhos de Bolsonaro podem inviabilizar o governo

Na entrevista à Jovem Pan, na noite desta segunda-feira, o deputado federal e presidente estadual do PSL-PB Julian Lemos disse que a guerra no PSL é um grande problema para…