Por pbagora.com.br

A Câmara Municipal volta a ser palco de escândalos. A Casa, que fechou o ano de 2018 sem votar sequer a Lei Orçamentária de 2019, inicia o novo com alguns parlamentares acusando o prefeito interino, Vitor Hugo de ter arrombado a porta da Câmara.

De acordo com o site ParlamentoPB, Vitor Hugo garantiu que teve acesso à Casa através de uma ordem judicial. Vitor já tinha enviado um ofício à presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, a vereadora Geusa Ribeiro, solicitando as chaves do prédio para que nesta terça-feira (1º) pudesse ser realizada uma sessão extraordinária na qual seria eleita a nova Mesa Diretora.

O vereador José Eudes declarou que prefeito interino, acompanhado pelo secretário municipal Neto, e por uma ex-funcionária da Câmara, teria ido ao prédio com o intuito de arrombá-lo. Vitor Hugo apresentou à imprensa a ordem judicial concedida pelo juiz Romero Carneiro Feitosa.

A atual presidente da Câmara tentou realizar a eleição da Mesa no ultimo dia 31 de dezembro, mas a sessão não ocorreu por falta de quórum.

.

""

""

PB Agora
com informações do ParlamentoPB

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Notícias relacionadas

Petista foi o único a votar contra PL que tornou atividade religiosa como essencial em JP

Indo de encontro às medidas restritivas (que incluem até toque de recolher) tomadas recentemente pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) – em consonância com decreto estadual – para tentar barrar…

Roberto Paulino confirma intenção do MDB em se alinhar ao Governo João

Há uma inclinação do MDB da Paraíba para se aliar ao Cidadania do governador João Azevêdo. A informação é do presidente interino da legenda, o ex-governador Roberto Paulino (MDB), que…