Por pbagora.com.br

Uma enquete realizada pelo portal PB Agora trouxe o termômetro da disputa pela prefeitura de Cabedelo e apontou três nomes como favoritos para governar a cidade de Cabedelo, no litoral da Paraíba. O atual prefeito, Vitor Hugo (PRP), que está interinamente no cargo, por enquanto, é o favorito. O gestor já conquistou, inclusive, o apoio do PSB e do governador eleito, João Azevêdo. 

Até esta segunda-feira (19), Hugo despontava com 46% dos votos da enquete, seguido do nome do PSL, a pastora Morgana, que apesar de já ter se colocado fora da disputa, ainda é um dos nomes mais lembrados para a eleição suplementar, com pouco mais de 20% dos cliques

Outro que também não confirmou candidatura, mas é um dos nomes lembrados, é o do deputado estadual Trócolli Júnior (Podemos). Ele é o terceiro colocado, com 17% dos votos da enquete.

A enquete trouxe sete pretensos pré-candidatos, mas destes, dois que pontuam como favoritos já avisaram que estarão fora do páreo, deixando o caminho livre para o candidato que vai disputar a reeleição, Vitor Hugo.

Até esta segunda-feira a enquete já havia recebido quase 400 votos.

CONFIRA A VOTAÇÃO

Entre os possíveis candidatos, quem você acha que tem mais chances de vencer a eleição em Cabedelo?

1- Cláudio Lucena (PR): 2,62%
2- Geusa Ribeiro (PRP): 0,26%
3- Janderson Brito (PSDB): 1,57%
4- Marcos Patrício (PSOL): 6,02%
5- Morgana (PSL): 20,42%
6- Trócolli Júnior (Podemos): 17,02%
7- Vitor Hugo (PSB): 46,07%
8- Qualquer um: 0,26%
9- Nenhum deles: 4,97%
10- Branco: 0,79%

Na elaboração da enquete, o portal PB Agora destaca que seu sistema não permitiu o voto duplicado com o mesmo IP, entre outros recursos de proteção para evitar que os números fossem manipulados por robôs.

A enquete teve como objetivo aferir o termômetro da população quando o assunto é a disputa na cidade portuária de Cabedelo.

A enquete não possui fins científicos, sendo meramente ilustrativa, como permite a atual legislação eleitoral.

ELEIÇÕES

As eleições suplementares de Cabedelo deverão acontecer no dia 17 de março do próximo ano. A data foi aprovada, por unanimidade, durante sessão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), nesta segunda-feira (19).

O adiamento do pleito, inicialmente previsto para 9 de dezembro, foi uma determinação do ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele decidiu pela anulação em resposta a um mandado de segurança impetrado pelo Diretório Municipal do PT da cidade portuária. A alegação da sigla foi a de que o encurtamento das datas no calendário eleitoral original gerou prejuízo para o registro das candidaturas.

A minuta com as novas datas foi apresentada pelo corregedor do TRE, desembargador José Ricardo Porto. O magistrado disse entender, durante a sua exposição, que o prazo mais elástico deve atender aos argumentos usados pelo ministro para suspender a eleição. O entendimento foi acatado por todos os magistrados presentes na sessão, inclusive o presidente da corte, desembargador Carlos Beltrão. O detalhamento da minuta, com todas as datas, será publicado no Diário Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral. Com a nova data, a resolução anterior será tornada sem efeito.

""

PB Agora


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Gestão Luciene de Fofinho comprou 12 mil testes para covid pelo triplo do preço

A gestão da prefeita de Bayeux Luciene de Fofinho (PDT) está mais uma vez no radar do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Desta vez, o órgão ministerial investiga a suspeita…

Covid-19: Geraldo ratifica agradecimento ao Governo Federal sobre insumos

“Estaria disposto a repetir o que eu disse”. A declaração é do secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, sobre o agradecimento público que fez ao governo federal no tocante…