Por pbagora.com.br

A menos de três meses das eleições, a disputa pela prefeitura de Campina Grande já conta com pelo menos dez pré-candidaturas à sucessão municipal, mas nem todas  deverão se viabilizar após as convenções, que se iniciam no dia 31 de agosto.

Os partidos que possuem postulantes são: Podemos, com Ana Cláudia Vital do Rêgo; PCdoB, com o deputado estadual Inácio Falcão; Democratas, com o coronel reformado do Exército Márcio Saraiva; PSL, Artur Bolinha; MDB, Tatiana Medeiros; PT, Márcio Caniello; PSB, Fábio Maia; Patriotas, Edmar Oliveira; e claro, Bruno Cunha Lima pelo PSD ou Tovar Correia Lima do PSDB.

Esse número pode ser menor caso o Partido dos Trabalhadores (PT) tivesse seguido as diretrizes estabelecidas pelo diretório estadual da legenda, que declarou apoio à candidatura do deputado estadual Inácio Falcão. Mas, o diretório nacional do partido freou a intenção, porque tem a pretensão de ter candidaturas próprias em municípios com um número de habitantes que garantam possibilidade de um 2° turno, como é o caso de Campina.

Mesmo perdendo o alinhamento com o PT, a pré-candidatura do PCdoB já dispõe do apoio de outro partido de esquerda, que é o PSOL.

No campo governista, Tovar Correia Lima (PSDB) e Bruno Cunha Lima (PSD) aguardam a decisão do prefeito Romero sobre a indicação.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em nota, nacional do MDB pede punição de responsáveis por ameaças a Nilvan

A executiva nacional do MDB se manifestou, em nota divulgada à imprensa, neste domingo, 27, assinada pelo presidente Baleia Rossi, pedindo apuração e providências para punir os responsáveis contra a…

Presidente do TSE pede cuidado com pandemia e fake news nestas eleições

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, fez na noite deste sábado (26) um pronunciamento de rádio e TV sobre a campanha eleitoral, que começa neste domingo,…