As eleições gerais do dia 7 de outubro vão eleger candidatos para seis cargos – presidente da República governador do Estado, dois senadores, deputado federal e deputado estadual. Devido à quantidade de números a serem lembrados, a Jusitça Eleitoral recomenda que os eleitores levem consigo uma ‘cola’ para lembrar dos seus candidatos na hora de registrar as opções na urna eletrônica, e a ordem de votação por cargo.

A Justiça Eleitoral lembra que para confirmar a sua vontade, o eleitor precisa confirmar os números digitados a cada cargo. Depois de digitar o número do candidato, a foto dele vai aparecer na tela da urna. Se estiver certo, basta apertar na tecla verde Confirma.

Ao finalizar toda a votação, a urna emitirá um sinal sonoro e mensagem “FIM” aparecerá na tela para indicar que os votos foram computados. Este ano, o primeiro voto será para deputado federal (quatro dígitos); seguido de deputado estadual (cinco dígitos).

Quem quiser votar apenas na legenda, nesses dois casos, é só digitar os dois dígitos correspondentes ao partido. Em seguida, os eleitores vão votar para escolha de dois senadores diferentes. Caso o primeiro voto (três dígitos) seja repetido no segundo, um deles será anulado. Não serão computados votos na legenda nesse cargo.

O quinto voto vai para o cargo de governador (dois dígitos). O sexto será para presidente da República (dois dígitos). Em todos os cargos, para anular o voto é só digitar números inexistentes e confirmar na tecla verde. Para votar em branco, é só apertar a tecla ‘Branco’ e logo depois a verde ‘Confirmar’.

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

CPI do Feminicídio vai convocar secretários de João para debater os casos na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana, a deputada estadual Cida Ramos (PSB), que recentemente teve seu nome envolvida na crise interna do seu partido, como sendo uma das responsáveis pela desunião…

Recado: João avisa que não vai colaborar com projeto pessoal de ninguém

O imbróglio envolvendo o PSB na Paraíba continua rendendo troca de alfinetadas públicas entre o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e o governador João Azevêdo (PSB). Dessa vez João avisou que…