Por pbagora.com.br

"Tenho defendido o consenso. Um só nome que represente as bancadas de situação e oposição”. A declaração é do deputado novato, de primeiro mandato, Anderson Monteiro, do PSC, quando o assunto é a disputa pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba. 

Para ele, é necessário, no entanto, que membros da oposição também sejam contemplados na formação da chapa, a fim de formar uma Mesa Eclética.

“Nós da oposição não devemos pleitear a presidência, mas sim participação na Mesa. Ela tem que ser eclética e precisa estar aberta para os dois grupos”, defendeu o deputado eleito.

Monteiro explicou ser um defensor do consenso para evitar disputas que desgastem o parlamento. Para ele, a população quer a boa política e não a da picuinha.

“Há quatro anos tivemos uma grande disputa pela presidência da Assembleia e foi um momento muito triste ver um parlamento dividido daquela forma. Desde então eu tenho defendido o consenso. Um só nome que represente as bancadas de situação e oposição”, ressaltou.

 

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Notícias relacionadas

Gestão Luciene de Fofinho comprou 12 mil testes para covid pelo triplo do preço

A gestão da prefeita de Bayeux Luciene de Fofinho (PDT) está mais uma vez no radar do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Desta vez, o órgão ministerial investiga a suspeita…

PSOL critica pressa de Hugo Motta para privatizar Empresa de Correios

O ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, criticou hoje a iniciativa do deputado federal Hugo Mota (Republicanos/PB) de pedir urgência para a apreciação de PL 591/2021 que propõe a privatização…