Disputa interna. A eleição para presidente do Partido dos Trabalhadores em Campina Grande vai ter segundo turmo. Nenhuma das três candidaturas que concorreram neste domingo à presidência do Partido dos Trabalhadores em Campina Grande obteve 50% mais 1 dos votos, o que leva o pleito para uma disputa em 2º turno.

O professor Hermano Nepomuceno obteve 46% dos votos apurados, enquanto a sindicalista Terezinha Cavalcante recebeu 32%.

Na terceira colocação Mauro Plácido, com 21%. Votaram 382 filiados, num universo superior a 3 mil militantes.

Na distribuição de vagas no diretório municipal, a chapa de Hermano terá 16 cadeiras; a de Terezinha, 12; e a de Mauro, 8.

Na apuração da eleição para o diretório nacional, em Campina, a deputada Gleisi Hoffman (PR) foi a mais votada.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Base instável: Bruno cutuca racha no PSB e diz que RC fazia de aliados reféns

Pré-candidato à prefeitura de Campina Grande, o ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima (sem partido), que chegou a atuar como líder da oposição ao Governo Ricardo Coutinho na Assembleia Legislativa da…

Ruy: “Oportunidades para as pessoas com deficiência não têm preço financeiro”

O deputado federal Ruy Carneiro criticou nesta quinta-feira (05) uma proposta apresentada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que permite a empresários trocarem a obrigação de reserva de vagas a…