Por pbagora.com.br

“Só vejo uma possibilidade de cancelamento se realmente chegarmos em outubro sem conseguir ter condições de retornar às ruas e ao convívio normal”.A análise é do deputado federal Efraim Filho (DEM), ao prever ‘consequências desastrosas’ a possibilidade de adiamento do pleito.

Para ele, como ainda há tempo até outubro, a pauta de prorrogação de mandato segue extemporânea.

“O cenário de cancelamento ou de prorrogação de mandatos só pode ser discutido se o Brasil ainda estiver, no mês de outubro, da mesma forma que está hoje”, ressaltou.

Ao explicar o fato de considerar “consequências desastrosas”, Efraim avaliou que esse cenário passaria um recado “de que a democracia é descartável no Brasil”. As declarações repercutiram em uma emissora de rádio local, nesta quinta-feira (28)

PB Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Livro-bomba de Eduardo Cunha: Tchau Querida – O Diário do Impeachment

A história é implacável contra a mentira. Mais cedo, ou mais tarde, a verdade sempre virá à tona. Mesmo que seja a conta-gotas. O golpe parlamentar perpetrado contra a ex-presidente…

Opinião: Marmuthe Cavalcanti dissemina fake news sobre agência da CEF no Valentina

Certa vez o filósofo grego Aristóteles, com toda sua sapiência disse: “Que vantagem têm os mentirosos? A de não serem acreditados quando dizem a verdade”. Pois bem, o vereador de…