Por pbagora.com.br

“Só vejo uma possibilidade de cancelamento se realmente chegarmos em outubro sem conseguir ter condições de retornar às ruas e ao convívio normal”.A análise é do deputado federal Efraim Filho (DEM), ao prever ‘consequências desastrosas’ a possibilidade de adiamento do pleito.

Para ele, como ainda há tempo até outubro, a pauta de prorrogação de mandato segue extemporânea.

“O cenário de cancelamento ou de prorrogação de mandatos só pode ser discutido se o Brasil ainda estiver, no mês de outubro, da mesma forma que está hoje”, ressaltou.

Ao explicar o fato de considerar “consequências desastrosas”, Efraim avaliou que esse cenário passaria um recado “de que a democracia é descartável no Brasil”. As declarações repercutiram em uma emissora de rádio local, nesta quinta-feira (28)

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: nacionalmente conhecida pela cultura, Areia faz história nas eleições 2020 antes mesmo da realização do pleito

O instituto da reeleição para cargos legislativos de forma ilimitada está previsto na Constituição da República e, desde então, tem sido o deleite de muitos políticos que há décadas se…

Wilson Filho recebe de João Azevêdo garantia de construção de rodovia ligando Tavares a Nova Olinda

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) esteve reunido, nesta segunda-feira (19), com o governador João Azevêdo (Cidadania); o prefeito de Tavares, Aílton Suassuna (MDB); e a primeira-dama do município, Shelley…