Arrecadação vai cair e soluções é ampliar participação da União no FPM e FPE

O espraiamento do novo coronavírus, a Covid-19, terá efeitos “nefastos” sobre a economia, impactando na redução da arrecadação e transferências do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Para manter o fluxo de repasse, o líder Efraim Filho (PB) propôs e a Câmara aprovou projeto que garante complementação da União para manter os recursos dos dois fundos.

O líder do Democratas defendeu a iniciativa: “O projeto vai estancar o receio de uma quebradeira de estados e municípios, que não têm mesma condição de endividamento da União. Ele dará previsibilidade e segurança aos gestores estaduais e municipais, e possibilitará que serviços essenciais continuem funcionando”.

A regra vale para o período em que perdurar o estado de calamidade. A proposta de Efraim Filho, escrita em conjunto com outros líderes, garante que os recursos repassados não sejam inferiores aos do ano imediatamente anterior. “A solução passa pela maior participação da União para garantir no mínimo o valor transferido no exercício anterior e manter uma previsibilidade nos entes subnacionais”, afirma.

Efraim Filho lembrou que estados e municípios precisam honrar compromissos assumidos e não podem emitir dívida, como a União, para conseguir recursos.
A Constituição determina que a União repasse ao FPE um total de 21,5% e ao FPM, 24,5% do produto líquido da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Redação com assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais de 65% dos brasileiros querem o adiamento das eleições municipais 2020

A pandemia causada pelo novo coronavírus tem gerado uma crise mundial de saúde e econômica, provocando mudanças em vários setores. Levantamento realizado pela ONG Idea mostra que pelo menos 57…

Nonato põe debate político em ‘stand by’ e diz que foco da gestão é no combate à pandemia

O Secretário de Comunicação do Governo do Estado, declarou durante entrevista à Rádio Arapuan FM nesta quarta-feira (03), que não há nenhuma orientação do governador João Azevêdo, nem do partido…