Efraim Morais evita se posicionar sobre 2014, mas deixa em aberto futuro do DEM em caso de candidatura tucana

“Perguntem a Cássio se a candidatura dele mudaria alguma coisa para o DEM”, disse o dirigente.

Presidente estadual do DEM na Paraíba e atual Secretário de Infraestrutura do Governo Ricardo Coutinho, o ex-senador Efraim Morais evitou, nesta quinta-feira (07), se posicionar sobre a disputa estadual de 2014 e anunciar possíveis posturas em cima de fatos hipotéticos. Segundo o democrata, ele só vai iniciar a discussão sobre os rumos do partido diante de fatos concretizados e apenas no ano que vem.

“Não vou discutir em 2013 fatos que ocorrerão em 2014, não vou me posicionar diante de condições hipotéticas ‘se’ Cássio será candidato ou não, ‘se’ o DEM estará na majoritária, ‘se’ Ricardo Coutinho racha com o PSDB, isso não é construtivo, as nossas atitudes serão em cima de fatos políticos e concretos e não em cima de hipóteses”, disse.

Efraim disse que como presidente da legenda, tem a missão, neste momento, de gerir a Secretaria de Infraestrutura e, por causa desse trabalho na Paraíba inteira não pode dar nenhum cochilo.

“Política mesmo só discutirei em 2014”, disse.

Indagado se estaria com saudade do Congresso Nacional, já que exerceu o mandato de senador por oito anos na Capital Federal, Efraim desconversou. “Saudade não tenho, até porque continuo indo muito a Brasília para buscar recursos para a Paraíba, mas deixei muitos amigos lá que os guardo com carinho”, destacou.

Ainda em torno das condicionantes, Efraim Morais foi perguntado se em caso da candidatura do PSDB ao Governo do Estado, através do nome de Cássio, mudaria também o destino do DEM.
A resposta de Efraim foi ríspida: “Perguntem a Cássio se a candidatura dele mudaria alguma coisa para o DEM”, finalizou.

Nos bastidores, a informação é que Efraim Morais deverá disputar uma das 36 vagas na Assembleia Legislativa da Paraíba em 2014. Atualmente o Democratas conta apenas com uma representação no parlamento estadual, através do mandato do deputado estadual Lindolfo Pires.

As declarações de Efraim Morais foram dadas em entrevista a imprensa, durante solenidade do lançamento do Trevo de Mangabeira, em João Pessoa.

 

 

Márcia Dias/ Vanessa de Melo


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo nega falta de diálogo e deixa portas do Palácio abertas para a base: “Essa crítica não me cabe”

O governador da Paraíba João Azevêdo garantiu ter deixado as portas do Palácio da Redenção abertas para os deputados estaduais que fazem parte da sua base na Assembleia. De acordo…

Deputado critica Cartaxo por proibir Feira Agroecológica, em João Pessoa

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) repudiou, nesta semana, a decisão da Prefeitura de João Pessoa que proibiu a realização da Feira Agroecológica do Ponto de Cem Réis, organizada por…