Por pbagora.com.br

"O PSDB tem um caso mais complicado, tem um Senador da República (Cícero Lucena) que esta sem legenda para disputar a reeleição", cutucou Efraim

Presente no encontro que vai decidir os rumos do Democrata nas eleições estaduais na Paraíba, que acontece na manhã desta sexta-feira (23), o presidente do partido no Estado, Efraim Morais, minimizou a dissidência dentro da legenda em relação ao apoio à reeleição de Ricardo Coutinho e aproveitou para ‘cutucar’ a situação dos adversários que estariam em uma situação muito mais complicada que os filiados do DEM.

Na tentativa de minimizar o impacto do barulho no Democratas, Efraim mirou em Cícero Lucena (PSDB) e também no Partido dos Trabalhadores.

“Existe uma dissidência dentro do partido que será respeitada, isso é normal, já que em todos os partidos existe essa dissidência, o PSDB tem um caso mais complicado, por exemplo, tem um Senador da República (Cícero Lucena) que esta sem legenda para disputar a reeleição, o PT tem o deputado Luiz Couto que não apóia o partido na Paraíba, enfim todos têm suas dissidências e os Democratas têm tradição de saber administrar essas situações”, falou.

De acordo com o dirigente, os filiados que desejarem seguir outro caminho que não o apoio à reeleição de Ricardo Coutinho, caso a tese saia vencedora, não terão a legenda negada e tampouco serão perseguidos dentro do partido.

“A dissidência dentro do partido será respeitada, até porque na é exclusividade do Democratas a dissidência, ela ocorre hoje nos grandes partidos da Paraíba e claro que nós vamos respeitar a dissidência e garantir a esses dissidentes a legenda para disputar as eleições, mas a minha expectativa é que nós temos uma ampla maioria em defesa da coligação com o PSB, apoiando a candidatura de Ricardo Coutinho, essa é a expectativa da reunião com o respeito ao posicionamento de todos”, falou.

A direção Executiva do Democratas, além do presidente Efraim Morais, conta com a participação dos 5 (cinco) Deputados, sendo 4 (quatro) Estaduais e 01 (um )Federal, além de lideranças estaduais que representam os prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e militantes de todas as regiões do Estado.

 

PARTICIPAÇÃO NA CHAPA

Efraim Morais disse que espera que o DEM seja contemplado com a participação na chapa majoritária, no entanto não fará dessa decisão uma imposição para apoiar o projeto socialista.

“A posição do DEM na chapa vai acontecer na convenção, no momento em que todos os partidos estiverem reunidos. É evidente que o DEM tem a disposição de participar que pode ser através dos nomes dos nossos deputados, das várias tendências de nomes dentro do partido e também com o meu nome”, disse.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Wilson Santiago é homenageado após repassar emenda de R$ 6,3 milhões para HU de JP

O reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), prof. Valdiney Veloso Gouveia, e o superintendente do Hospital Universitário Lauro Wanderley de João Pessoa, Marcelo Paulo Tissiani entregaram um certificado ao…

Termina hoje prazo para partidos atualizarem lista de filiados

Termina hoje (12) o prazo para que os 33 partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizem as respectivas listas de filiados por meio do Sistema de Filiação Partidária…