O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), se posicionou sobre a consolidação do racha entre o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e o atual governador João Azevêdo (PSB) após as declarações ácidas de Coutinho, seguida da oficialização da desfiliação de João do PSB, e defendeu que, a partir de agora, a permanência na gestão quem for  100% João.

Para ele, nesse novo cenário, João deve dar andamento ao projeto, todavia, os novos governistas devem ser predominantemente àqueles que comunguem com as ideias do governador.

“Eu acho que o governador João tem que formar um governo de pessoas que queiram participar, de acordo com a sua visão administrativa. Não tem sentido manter no governo alguém ligado a um partido e pensando de forma partidária. Então, na minha visão só deve continuar no governo quem for 100% João Azevêdo e que comungue com as ideias de gestão do governador João Azevêdo”, arrematou.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: Bolsonaro pratica a “política” da morte enquanto o mundo luta pela vida em meio à pandemia do coronavírus

Aliados e até mesmo auxiliares próximos de Jair Bolsonaro estão em alerta absoluto com o impacto negativo e catastrófico causado pelo presidente em toda malha social do país. Até mesmo…

Análise: pandemia causada pelo coronavirus zera o quadro sucessório para 2020. Aliás, haverá eleição?

O mundo parou precavido e assombrado com a pandemia do Covid-19 (coronavirus). Não foi diferente no cenário político da Paraíba: houve um desaquecimento total das pré-campanhas, até porque os pretensos…