Por pbagora.com.br

 Edvaldo Rosas, presidente do PSB na Paraíba, sustentou, na segunda resposta
ao deputado Ruy Carneiro (PSDB), a acusação de que a segurança no Estado
foi desmantelada na era Cássio Cunha Lima. Rosas enviou ao parlamentar
cópia do relatório "Mapa da Violência" do Instituto Sangari, único
levantamento sobre violência no Brasil que é reconhecido pela ONU.

 

É um relatório detalhado, no Brasil inteiro, e demonstra, na página 22, que
o número de homicídios na Paraíba, infelizmente, cresceu mais de 100% de
2003 a 2009. Em números exatos, demonstrou Edvaldo, o quadro é o seguinte:
"em 2003 foram registrados 620 homicídios e em 2009 foram 1.269 mortes
registradas. Pode-se verificar que esta tendência está sendo estancada,
invertida, senão teríamos hoje cerca de 3 mil mortes por ano".

 

Com o relatório na mão, Edvaldo lamentou a atitude da oposição, "que está
tentando se aproveitar politicamente da sensação de insegurança que existe
em todo o Brasil, mas aqui não vai dar certo esta manobra mesquinha, porque
estamos no caminho certo e temos provas irrefutáveis da desarrumação que
eles fizeram" concluiu.

 

Ascom

Notícias relacionadas

Sob nova direção, PROS vai tentar reverter dissidências na Paraíba

Agora sob o comando de Fábio Carneiro, o PROS na Paraíba vai tentar não apenas ampliar o quadro de filiados, mas também reverter as dissidências que ocorreram por conta das…

Aprovado projeto que garante R$ 2 bi para auxílio e projetos culturais

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (21) o Projeto de Lei 795/21, do Senado, que reformula a Lei Aldir Blanc e prorroga prazos de utilização de recursos repassados a…