A professora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Mônica Tejo Cavalcanti, foi nomeada para dirigir o Instituto Nacional do Semiárido (INSA), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A cessão da professora para ocupar o cargo foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (21), assinada pelo Reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Vicemário Simões. Já a nomeação saiu na edição que circulou nesta quarta-feira (26) e foi assinada pelo Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

“Estou assumindo a diretoria geral do Instituto Nacional do Semiárido com a missão de catalisar o desenvolvimento regional, bem como, promover uma maior articulação entre a tríplice hélice e ainda propor um modelo de gestão disruptiva. O desafio é enorme, mas com o apoio de vários parceiros conseguiremos dar continuidade as ações do instituto”, destacou a professora Mônica Tejo.

O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Eduardo Carneiro (PRTB), parabenizou a professora e destacou a possibilidade de parcerias para construção e desenvolvimento do empreendedorismo paraibano. Eduardo lembrou que ela é uma das responsáveis pelo levantamento e do plano de ação para projetar o mapeamento das potencialidades da região do Brejo, criando um roteiro da cachaça e da rapadura.

“A professora Mônica Tejo dará uma grande contribuição ao País na direção do INSA. Vamos firmar parcerias para reforçar a economia criativa e empreendedorismo no nosso Estado e fortalecer o trabalho já iniciado, principalmente na elaboração do roteiro da cachaça e rapadura na região do Brejo paraibano”, disse Eduardo.

O INSA – O Insa é uma unidade de pesquisa integrante do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), com enfoque no Semiárido brasileiro. Como uma instituição federal de pesquisa, articula, realiza, promove e divulga Ciência, Tecnologia e Inovação como patrimônios universais para o bem da sociedade e, particularmente, do Semiárido brasileiro. O Instituto também tem inserção internacional como correspondente científico do Brasil junto à Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD).

Currículo – Professora associada da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG); pesquisadora do CNPq em desenvolvimento tecnológico; atua no programa de Pós Graduação de Sistemas Agroindustriais na modalidade Acadêmico Profissional; possui graduação em Farmácia; mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos; Doutorado em Engenharia de Processos; MBA em Empreendedorismo e Inovação.

Pelo trabalho desenvolvido na Paraíba, a professora chegou a ser premiada em 2017 com o Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional na categoria inovação e sustentabilidade. Além disso, trabalha em parceria com diversas instituições nacionais e internacionais, coordenando projetos de fomento na área de sustentabilidade e segurança energética, alimentar e hídrica.

Mônica Tejo ocupou ainda a função de coordenadora do Programa de Estudos e Ações para o Semiárido da UFCG e da Incubadora de Agronegócios, das Cooperativas, Organizações Comunitárias, Associações e Assentamentos Rurais do Semiárido da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PacTecPB). Nesses trabalhos chegou a ter 13 patentes requisitadas junto ao INPI, 43 artigos científicos publicados em periódicos nacionais e internacionais, 13 capítulos de livros, além de entrevistas veiculadas na mídia nacional e internacional.

Redação com assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Eu fico do lado dos especialistas”, diz secretário de saúde de JP ao ser contra reabertura do comércio

Ao ser indagado se apoia a decisão da reabertura do comércio, posição essa defendida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro que é contrario ao isolamento social devido a pandemia do…

Ao desdenhar da gravidade do coronavírus, Bolsonaro faz giro por comércio no DF

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) saiu na manhã deste domingo (29) de sua residência oficial, o Palácio do Alvorada, em Brasília, para…