Em entrevista no Programa do Jô, que vai ao ar nesta segunda-feira (11), logo após o Jornal da Globo, na Rede Globo, o governador Eduardo Campos (PSB), virtual candidato a presidente da República em 2014, falou sobre eleições, manifestações de rua e da coligação com a ex-senadora Marina Silva (PSB), entre outros temas. “Cada um do seu jeito, nós estávamos atrás do mesmo objetivo, que é melhorar o país”, afirmou o socialista referindo-se a parceria fechada com a líder da Rede Sustentabilidade.

 

Durante a conversa com Jô Soares, o governador assegurou que ainda não foi discutido se Marina disputará a vice numa possível chapa encabeçada por ele nas eleições presidenciais do próximo ano. “Nossa decisão é que vamos estar juntos. Antes de discutir forma, nós temos que discutir conteúdo. Não vamos discutir a formação da chapa em 2014. A Rede vai nos ajudar e a gente também vai ajudá-los. Haverá uma troca”, definiu Campos.

 

Ao comentar os protestos realizados em várias cidades do Brasil, Eduardo disse que se não estivesse no governo, teria se juntado à população que se manifestou nas ruas. “Meus filhos também foram as primeiras manifestações. Se eu não estivesse no governo estaria lá”, frisou. A chegada do quinto filho do governador também foi um dos tema da entrevista. “Eu gosto de criar gente. Pessoas que acreditam no Brasil”, declarou ao falar da família e da esposa Renata, juntos desde os 15 anos.

Diário de Pernambuco

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino não descarta nova suspensão das atividades na ALPB: “Vamos acompanhar o Governo”

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, nesse fim de semana, não descartou a possibilidade de ampliar o prazo de suspensão das atividades presenciais. A Assembleia também…

Cícero Lucena troca PSDB de Cássio por PP de Aguinaldo Ribeiro

Uma das novidades no último dia para filiação partidária, neste sábado (04), foi a filiação do ex-senador Cícero Lucena aos quadros do Progressistas na Paraíba. O caboclinho, como é conhecido,…