Numa estratégia similar à do ex-presidente Lula em 2002, o governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, pretende lançar propostas "claras" sobre como pretende conduzir a economia caso seja eleito em 2014. Sua espécie de "Carta ao Povo Brasileiro", nome dado à relação de intenções do ex-presidente petista, deverá ser lançada no início de sua campanha, no ano que vem.

"Queremos deixar muito claro qual é a nossa visão sobre a economiae o futuro do Brasil", explica Eduardo Campos, que se coloca à esquerda de Lula, mas à direita da presidente Dilma Rousseff, e faz críticas quase diárias à atual gestão econômica do País. No início da semana passada, ele definiu como "medíocre" o crescimento econômico brasileiro e fez críticas ao leilão do Campo de Libra, além de bater pontualmente em modelos como o estímulo ao consumo e as desonerações tributárias, adotados atualmente.

A "Carta", segundo Campos, prevê respeitar as principais conquistas dos governos anteriores, como a estabilidade econômica do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a inclusão social de Lula, sempre se colocando, porém, como uma alternativa ao que está aí. "Um novo ciclo se inicia, uma nova agenda. Não podemos colocar em risco a democracia, a estabilidade ou a inclusão. Quem pode fazer isso? Quem tem a visão equilibrada? É isso que queremos oferecer ao debate", diz ele.

Com Brasil 247

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Site do PSDB nacional é hackeado; página inicial tem a foto de Lula e Dilma

Quem tentou entrar no site oficial do PSDB nacional na noite deste domingo (18/8) encontrou um aviso de “em manutenção”. Isso porque, mais cedo, alguém invadiu o portal e publicou…

Opinião: a metáfora de “RC, João e a guerra em terras Tabajara”

A guerra foi deflagrada. Montgomery decidiu firmar o desembarque no Sanhauá de forma rápida e precisa, a fim de evitar maiores movimentos do exército oposicionista comandado pelo general Hideki Tojo.…