O desembargador José Ricardo Porto nāo acatou o recurso impetrado pelo grupo liderado pela deputada Gilma Germano, que pedia a nulidade do Congresso Municipal de Joāo Pessoa e a consequente eleiçāo dos 29 delegados a que tem direito, proporcionalmente, os filiados do PPS na capital paraibana.

 

Com a decisāo do desembargador, nāo apenas a representaçāo de Joāo Pessoa está mantida como o próprio Congresso estadual do partido, marcado para esta sexta-feira, no hotel Hardman, em Manaíra, haja vista que sem os delegados da capital do Estado o evento nāo teria quorom nem legitimidade política.

 

“Dito isso, num exame superficial da matéria, característica própria das medidas liminares, enxergo, em consonância ao que foi deliberado pelo Magistrado de base, a legalidade da convocação do Congresso em foco(…) Portanto, a falta de um dos requisitos essenciais para a concessão da liminar perseguida nesta súplica instrumental, qual seja, o fumus boni iuris, INDEFIRO o pleito de suspensão do decreto judicial ocorrido”, diz o despacho do desembargador.

 

O vice-prefeito de Joāo Pessoa, Nonato Bandeira, que é candidato a presidente estadual do PPS, comemorou a decisāo da justiça e disse que seria impensável a realizaçāo de uma eleiçāo em um partido político sem que a capital de um Estado participasse com direito a voto para escolha de seus dirigentes.

 

"Nunca vi isso. É uma tentativa desesperada e autoritária do grupo governista do PPS em evitar a todo custo que a capital do Estado tivesse direito a voto, justamente porque temos ampla maioria e elegemos todos os delegados, já que eles sequer tiveram condiçōes de formar uma chapa para concorrer contra nossa chapa representativa encabeçada pelo valoroso companheiro Bruno Farias. Como alguém quer dirigir um partido sem ter votos da capital de um Estado?", questionou Bandeira.

 



Redação com Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Superintendente do Dnit-PB garante retomada das obras de triplicação da BR-230 para 2ª

Os prejuízos com a paralisação das obras de triplicação da BR-230 devem durar até a próxima segunda-feira (21), quando o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes na Paraíba…

Presidente da Aesa descarta volta do racionamento em Campina Grande

Apesar da queda no volume de água no Açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa),…