Atendendo a pedidos, estou aqui de volta com a questão da Energisa. Alguns leitores gostaram da cobrança por mais decência da Energisa e mais ação e vigilância da parte dos políticos. Um deles chegou a insinuar que há políticos estranhamente silenciosos.

    Outro leitor, que não chegou a postar comentário na coluna, enviou e-mail chamando a atenção para uma questão: os empresários que teem na energia um de seus principais insumos aumentaram os preços de seus produtos a partir do aumento da tarifa da Energisa. Será que eles voltarão atrás e darão descontos aos seus clientes? Quem pagará o prejuízo de milhares de paraibanos que tiveram de pagar mais caro por vários produtos e serviços que, certamente, não retomarão seus preços reais?

    Bem pensado, caro leitor. Fomos duplamente prejudicados pela ganância da concessionária de energia elétrica.

    Diz ele, que prefere ficar no anonimato: “Além de terem metido a mão de forma direta no nosso bolso, o reajuste indevido da Energisa vai muito além, de forma indireta. Imagine que na matriz de composição dos preços dos produtos/serviços gerados e negociados na PB o item ‘energia elétrica’, como insumo, tem um peso considerável. É evidente que houve um repasse desses custos para o consumidor final. Alguém imagina que com a ‘redução’ da tarifa de energia para o patamar legalmente aceito, aqueles preços serão reajustados a menor? A repercussão na inflação é incalculável e o estrago está feito”.

    Ele termina a mensagem atacando a irresponsabilidade da ARPB e da ANEEL, que aprovaram inicialmente as tarifas abusivas. “Como você disse naquela coluna, tem que ficar de olho na Energisa. Se não houvesse a grita que houve, nada teria mudado. Além da concessionária não querer devolver o que arrecadou indevidamente, irá querer reaver esse ‘prejuízo’ de alguma forma mais adiante”, continua o leitor.

    Precisa dizer mais alguma coisa?

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

‘PT não tem que fazer autocrítica’, diz Lula em evento do partido

Em seu primeiro ato partidário desde que foi solto da carceragem da Polícia Federal na última sexta-feira (7), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o PT…

Opinião: Luciano Cartaxo não leu Darwin e coloca sua própria evolução política em risco

“Publicada em 1859 pelo cientista britânico Charles Darwin, a obra “Sobre a origem das espécies através da seleção natural” introduziu pela primeira vez a ideia da evolução por meio da…