No início do seu depoimento nesta terça-feira (09) durante audiência no âmbito da Operação Xeque-Mate, o ex-prefeito da cidade de Cabedelo, Leto Viana declarou estar disposto a responder a todos os questionamentos feitos pelo juiz Henrique Jácome.

Leto disse ainda que não iria colaborar apenas para se defender e sim para que sua contribuição servisse para que ele pudesse voltar para a sociedade e para a sua família.

Usando colete à prova de balas e ponderando as palavras, tendo usado inclusive referências bíblicas, Leto confessou que cometeu erros e que o período da sua prisão o fez ser uma nova pessoa.

“Não estou aqui para me defender, mas para ser um parceiro do MP e da Justiça e voltar para família e sociedade. Sei que cometi erros, mas tudo que vivi aprendi a ser uma nova criatura”, declarou.

Ainda hoje devem ser ouvidos Jaqueline Monteiro França, Adeildo Bezerra Duarte, Lúcio José do Nascimento Araújo, Leila Maria Viana do Amaral, Tércio de Figueiredo Dornelas e Antônio Bezerra do Vale Filho.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Cícero jamais fará aliança com RC por ter ele estimulado a Operação Confraria

O ex-prefeito da Capital, havendo em seu currículo ter sido senador, ministro e governador do Estado, Cícero Lucena (PP) concedeu entrevista ao programa 360 Graus nesta quinta-feira (9) já na…

STF nega pedido de Berg Lima para retorno à Prefeitura de Bayeux

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli negou o pedido de suspensão de liminar apresentado pelo prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima para retorno ao cargo no Executivo…