No início do seu depoimento nesta terça-feira (09) durante audiência no âmbito da Operação Xeque-Mate, o ex-prefeito da cidade de Cabedelo, Leto Viana declarou estar disposto a responder a todos os questionamentos feitos pelo juiz Henrique Jácome.

Leto disse ainda que não iria colaborar apenas para se defender e sim para que sua contribuição servisse para que ele pudesse voltar para a sociedade e para a sua família.

Usando colete à prova de balas e ponderando as palavras, tendo usado inclusive referências bíblicas, Leto confessou que cometeu erros e que o período da sua prisão o fez ser uma nova pessoa.

“Não estou aqui para me defender, mas para ser um parceiro do MP e da Justiça e voltar para família e sociedade. Sei que cometi erros, mas tudo que vivi aprendi a ser uma nova criatura”, declarou.

Ainda hoje devem ser ouvidos Jaqueline Monteiro França, Adeildo Bezerra Duarte, Lúcio José do Nascimento Araújo, Leila Maria Viana do Amaral, Tércio de Figueiredo Dornelas e Antônio Bezerra do Vale Filho.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PL de Vené proíbe taxa diferenciada por curso em inscrição para vestibular

Comissão do Senado aprova projeto de Veneziano que proíbe taxa diferenciada por curso, em inscrição para vestibular A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal (CE) aprovou o…

Após quatro meses no cargo, prefeito de Patos, Sales Jr renuncia mandato

No início da tarde desta terça-feira (20), o prefeito de Patos, Sales júnior, do PRB, comunicou a sua renúncia ao mandato. Sales estava no cargo desde abril deste ano, quando…