Por pbagora.com.br

O deputado licenciado, Dunga Júnior (PTB), disse que a matéria veiculada
pelo portal PB Agora trouxe de forma descabida a informação que ele não
teria projetos para apresentar como secretário de Articulação de João Pessoa
e que estaria com dor-de-cotovelo por causa do apoio do seu partido ao
governador Maranhão.

 

Dunga Júnior disse que ao longo de sua carreira política sempre se pautou
pela decência e pelo amor ao trabalho e que não vê motivos para críticas
infundadas como essas. “Trago do meu Cariri o espírito lutador e aguerrido
de gente como meu pai, que tem uma larga folha de serviços prestados ao
nosso Estado”, declarou.

 

Ele lembrou os relevantes projetos que foram apresentados por ele na
Assembleia Legislativa, como deputado estadual. “Tivemos a felicidade de
propor muitas iniciativas no parlamento estadual, iniciativas essas que já
estão sendo copiadas em outros estados, e que nos conferiram um prêmio
nacional outorgado apenas a 100 parlamentares em todo o Brasil”, afirmou.

 

Dunga Júnior disse que o convite feito pelo então prefeito Ricardo Coutinho
e pelo atual Luciano Agra para ocupar a secretaria muito lhe honrou,
principalmente por ser uma demonstração de confiança no seu trabalho. Ele
fez questão de esclarecer que as atribuições da secretaria que ocupa vão
muito além da articulação política em si. Ele disse para os desavisados que
a secretaria também cuida da gestão governamental, algo que é bastante
complexo. “Temos muitos projetos sim para a cidade de João Pessoa, a demanda
de trabalho é muito grande, agora no tocante à articulação política ninguém
pode ficar a toda hora divulgando tudo por se tratar de uma pasta
estratégica”, comentou.

 

Com relação ao apoio do PTB ao projeto de reeleição do atual governador,
Dunga Júnior disse que o “PIB Eleitoral” do partido está engajado no projeto
do ex-prefeito Ricardo Coutinho. Ele acredita que a decisão tomada pelo
presidente estadual da legenda não reflete a maioria do partido, que já
decidiu pelo apoio a Ricardo. “Apoio sem a unidade da comunidade petebista
não é apoio, agora ninguém pode negar que 80% do PTB defende e apoia o
ex-prefeito Ricardo”, esclareceu.

 

Dunga disse ainda que se as executivas municipais e os filiados do PTB
tivessem sido ouvidos, o rumo seria bem diferente. “Vamos trabalhar até as
convenções para que o PTB faça o caminho de volta no apoio ao PSB, onde,
diga-se de passagem, permaneceu por mais de 2 anos”, destacou.

 

Veja a matéria:

 

Sem projetos na secretaria, Dunga Júnior olha para retrovisor e ainda lamenta apoio do PTB a Maranhão

Mostrando literalmente uma “dor-de-cotovelo” e que possui poucos projetos para a Articulação Política de João Pessoa, o recém empossado Carlos Dunga Júnior, continua a lamentar os rumos definidos pela legenda que integra e que definiu apoio a reeleição de José Maranhão (PMDB) ao Governo da Paraíba.

“Algumas siglas adotaram o coronelismo,os filiados do PTB não tiveram o direito de escolher, os detentores de mandato e a maioria dos prefeitos do PTB não comungam com o apoio ao PMDB e estão com Ricardo Coutinho (PSB)”, desabafou.

Dunga Júnior, também definiu a situação dos filiados como “amarrados” e que se fosse uma decisão colegiada a maioria do partido optaria a pelo apoio ao ex-prefeito Ricardo Coutinho. Podemos pontuar como ações desenvolvidas pelo secretário, a ida a Câmara Municipal de João Pessoa, onde fez “contatos” políticos e saboreou um delicioso “cafezinho” com os integrantes da Mesa Diretora.

 

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça decreta bloqueio de bens de ex-presidente da Câmara de Cabedelo

A 4ª Vara Mista de Cabedelo deferiu a liminar requerida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e decretou a indisponibilidade dos bens até o limite de aproximadamente R$ 801 mil…

Julian Lemos crítica Bolsonaro: “O homem que está no poder, não é o que elegemos”

O deputado federal Julian Lemos, do PSL, usou seu perfil numa rede social para para fazer um desabafo a respeito do presidente da República, Jair Bolsonaro. Na postagem, Julian critica…