EXCLUSIVO – Racha no partido. Foi exatamente com essas palavras que o ex-deputado federal Carlos Dunga considerou a decisão de Armando Abílio, presidente do PTB paraibano, de excluir seus aliados do diretório estadual do partido. Dunga confirmou a insatisfação e disse que não vai aceitar o “quero, posso e mando de Abílio no PTB”.

Ontem, depois de matéria exclusiva do PB Agora, o deputado Armando Abílio disse que as substituições foram consensuais e negou retaliação a Dunga. Em entrevista ao PB Agora na manhã deste sábado, Dunga disse que o partido está rachado e informou que já recorreu da decisão à direção nacional do PTB.
“Falei com Roberto Jeferson (presidente nacional do PTB) e comuniquei que nós defendemos a instituição de uma comissão provisória para que sejam escolhidos os novos diretorianos do partido. Não pode ser pelo quero, posso e mando de Armando Abílio”, disse ele.

Dunga declarou ainda que não houve nada de consensual na saída de Martinho Silveira, seu ex-chefe de Gabinete, e de Fernando Ramalho. “Estes são petebistas verdadeiros. Que fundaram o partido na Paraíba. Não podem ser excluídos desta forma só pelas conveniências de Armando Abílio”, declarou.
Carlos Dunga contou detalhes da saída de Martinho Silveira. Segundo ele, Armando Abílio disse que ele só ficaria no diretório estadual se fosse para ouvir apenas os seus comandos. “Não posso, porque eu ouço Carlos Dunga”, teria dito Martinho. “Então, está fora do partido”, teria rebatido Abílio.

Dunga declarou que não vai deixar o PTB e que “vai brigar até o fim” contra as decisões de Armando Abílio. As divergências dos dois petebistas estavam, por enquanto, no campo político, ma vez que Dunga é contrário à tese defendida por Abílio de estimular a aliança do partido com o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) em detrimento do projeto do PSDB.


PB Agora

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PL de Vené proíbe taxa diferenciada por curso em inscrição para vestibular

Comissão do Senado aprova projeto de Veneziano que proíbe taxa diferenciada por curso, em inscrição para vestibular A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal (CE) aprovou o…

Vereador defende diálogo no PSB-PB e elogia as lideranças de RC e João Azevêdo

A polêmica envolvendo a dissolução do diretório estadual do PSB paraibano, adotada pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, continua a movimentar os bastidores da política paraibana, enquanto há os…