Os áudios polêmicos do deputado federal Julian Lemos e de Jair Bolsonaro, amplamente divulgados na imprensa, além da informação de que o presidente teria uam ‘lista negra’ de traidores e que Julian estaria nela, estão iniciando uma verdadeira crise no PSL.

Julian nega qualquer racha com o presidente, mas, de acordo com o líder do governo na Câmara Federal, Major Victor Hugo, o parlamentar paraibano foi um dos que não assinou a lista que alçaria o filho do presidente da República à liderança da sigla.

Julian inclusive figura na lista de apoiadores de Bivar que assinaram documento pela manutenção do delegado Waldir como líder do bloco partidário.

Major Victor Hugo revelou inclusive que ao falar sobre o assunto com Julian, o colega teria dito que “estava do outro lado”.

 

PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João prioriza extensão de gás natural para o Sertão em reunião na Europa

O uso de energias limpas e a ampliação da rede de gás natural foram destaque na missão internacional do Consórcio Nordeste, na tarde desta segunda-feira (18) em Paris, França. Com…

Apesar de ser só 1 vaga em 2022, Galdino se diz preparado para disputar o Senado

Presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba até janeiro de 2023, o deputado estadual Adriano Galdino (PSB), apesar de não querer antecipar o pleito estadual de 2022, não se intimidou e,…