O governador João Azevêdo (PSB) avaliou a dissolução do diretório municipal de João Pessoa e sentenciou que a renúncia coletiva é consequência da forma como foi feita a dissolução do diretório estadual na Paraíba.

Segundo Azevêdo o PSB precisa encontrar um caminho para o imbróglio.

“Isso é consequência exatamente da decisão tomada anteriormente. Eu acho que a forma como foi feita a dissolução do diretório estadual está gerando agora esta questão. Eu volto a dizer, o PSB vai ter que encontrar a sua saída” declarou.

O governador paraibano ainda disse respeitar a conduta dos aliados que optaram inicialmente por assinar a renúncia do diretório estadual, que teria culminado com toda a crise do partido.

“Eu tenho que respeitar a decisão das pessoas não tenho nenhum tipo de problema com relação a isso, eu acho que as pessoas tomam suas decisões e evidentemente que toda decisão tem consequência e essa decisão se mostrou equivocada” concluiu.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo nega falta de diálogo e deixa portas do Palácio abertas para a base: “Essa crítica não me cabe”

O governador da Paraíba João Azevêdo garantiu ter deixado as portas do Palácio da Redenção abertas para os deputados estaduais que fazem parte da sua base na Assembleia. De acordo…

Deputado critica Cartaxo por proibir Feira Agroecológica, em João Pessoa

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) repudiou, nesta semana, a decisão da Prefeitura de João Pessoa que proibiu a realização da Feira Agroecológica do Ponto de Cem Réis, organizada por…