O presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, comentou as
insatisfações do prefeito Luciano Cartaxo com o Botafogo e disse que
o prefeito ainda não aprendeu a lidar com ideia de ouvir um
“não”. “Ora, o prefeito está querendo fazer ingerência aonde
não deveria. Precisa se acostumar, nessas relações entre público e
privado, a ouvir um “não”, ironizou Galdino.

O dirigente do PSOL ainda afirmou que o gestor municipal precisa mais
do que nunca começar a fazer algo mais proveitoso na condução da
administração da prefeitura. Entre outras coisas, Galdino cobrou a
agilização dos concursos públicos em áreas como Educação e
Saúde.

Questionado a respeito da votação para a presidência estadual do
PSOL que expressou um empate entre sua chapa e a de Tarcio Teixiera,
Galdino minimizou e disse que “a vontade dos filiados foi pela
construção de uma unidade partidária prática. O empate foi uma
decisão soberana da plenária. O que cabe aos dirigentes a busca da
unidade política prática”.

Galdino teve seu mandato prorrogado até que o impasse seja
solucionado, em reunião que já tem data marcada. “No Congresso,
decidimos por unanimidade pela realização de uma reunião do novo
Diretório para o dia 14 de dezembro, com as duas chapas indicando
seus nomes para a composição do órgão estadual. Provavelmente,
encontraremos o caminho para definir o nome do novo presidente”,
disse.

Segundo Galdino, o PSOL vai mesmo lançar chapa para disputar o
Governo do Estado. “Os dirigentes do PSOL expressos nos delegados e
militantes foram unânimes em dizer que o PSOL terá candidatura
própria ao Governo do Estado e ao senado, sintonizados num programa
que tenha como prioridade o interesse público”, afirmou.

 

Ascom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Em hipótese nenhuma”, avisa Manoel Jr sobre tese de desistir da disputa

Em resposta as declarações recentes da secretária de Planejamento na Prefeitura de João Pessoa, Daniella Bandeira, que se filiou ao Partido Verde, encabeçado na Paraíba pelo prefeito de João Pessoa…

Calvário: STJ julga nessa terça-feira pedido para que RC volte à prisão

Com o fim do recesso forense, o judiciário retomou a pauta com celeridade e já tem marcado para essa terça-feira (18), o julgamento do recurso do Ministério Público federal que…