A Paraíba o tempo todo  |

Diretor geral do Senado diz ser legal uso de verba de passagem para fretar jatinho

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O diretor geral do Senado, Alexandre Gazineo, garantiu ser “legal” o uso da cota de passagem aérea dos senadores para o fretamento de jatinho. A afirmação foi feita por meio de nota lida nesta quinta-feira (2) no plenário do Senado pelo primeiro vice-presidente da Casa, Marconi Perillo (PSDB-GO).

Reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” desta quinta afirma que o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) utiliza parte dos recursos referentes à cota de passagem para o fretamento de jatinhos. Segundo o jornal, Tasso possui um jatinho e diz ter autorização da Casa para realizar o fretamento de outras aeronaves quando a sua não pode ser utilizada. Ele teria gasto mais de R$ 300 mil entre 2005 e 2007. Em discurso no plenário, o senador negou irregularidades.

Em meio à polêmica, o diretor geral defendeu a legalidade do ato. “Atendendo à solicitação de vossa excelência com relação a materia divulgada pela mídia sobre o uso da cota de passagens aéreas, informo que a questão apresenta absoluto caráter de legalidade”, afirmou Gazineo.

O diretor geral diz que o ato que regula a utilização da cota é omisso em relação à conversão da cota em espécie ou ao uso diretamente para o fretamento. Gazineo garante que a ação é legal e transparente.

 Neste momento, Tasso faz um pronunciamento na tribuna do Senado se defendendo das acusações.

 

G1

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe