O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu publicou nesta terça-feira nota em resposta às denúncias feitas pelo publicitário Marcos Valério. O texto, assinado pelo advogado de Dirceu, diz que a “nova declaração de Marcos Valério não tem qualquer procedência”.

Em depoimento dado à Procuradoria-Geral da República, Valério teria dito que ele, Dirceu e Delúbio teriam se encontrado em uma reunião no Palácio do Planalto em 2003 para acertar empréstimos com bancos. Os valores seriam usados para pagar parlamentares da base aliada.

Ainda de acordo com o delator, o ex-presidente Lula teria dado “ok” para as transações. Entretanto, segundo o advogado do ministro, a reunião nunca aconteceu. “O ex-ministro José Dirceu jamais se reuniu com Marcos Valério, com o ex-presidente Lula e Delúbio Soares no Palácio do Planalto, bem como nunca conversou qualquer assunto com ele (Valério), muito menos a respeito de financiamentos de campanhas”.

O texto diz ainda que “José Dirceu jamais foi ameaçado por Ronan Maria Pinto. A quebra do sigilo fiscal e telefônico do ex-ministro deixou patente a ausência de relação com Marcos Valério”.

O ex-ministro é um dos condenados do esquema do mensalão, julgado pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Dirceu foi condenado a dez anos e dez meses de prisão e é apontado como o chefe do esquema.

 

Band

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: Galdino acredita na reconciliação de RC e João, e PSB sabe a importância dos líderes para 2020

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), deu a senha que aterroriza alguns setores da política paraibana. A real possibilidade do ex-governador Ricardo Coutinho, e seu sucessor,…

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…