A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (9) que sua ida à África do Sul, ao lado dos ex-presidentes Lula, José Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Fernando Collor, "é uma demonstração de que as eventuais divergências no dia a dia não contaminam as posições do Estado Brasileiro".
Ela viaja no início da tarde desta segunda-feira para acompanhar o velório do presidente sul-africano Nelson Mandela, numa viagem inédita de todos os presidentes brasileiros desde a redemocratização que estão vivos.

O avião presidencial partirá diretamente do Rio de Janeiro, na Base Aérea do Galeão, para Johannesburgo. A previsão de chegada é no início da madrugada, por volta da 1h no horário local (21h em Brasília).

"Estou viajando acompanhada dos ex-presidentes Sarney, Collor, Fernando Henrique e Lula para acompanhar os funerais do grande líder Mandela", disse a presidente. "É uma honra poder reunir todos os ex-presidentes num objetivo comum."

Dilma e os ex-presidentes se encontraram pela última vez na posse dos integrantes da Comissão da Verdade, em maio de 2012, em Brasília.

No início de dezembro, Dilma já os havia convidado para receber o corpo do ex-presidente João Goulart em Brasília, onde os restos mortais de Jango foram periciados. Na ocasião, apenas Fernando Henrique não participou porque se recuperava de uma diverticulite.

Em 2005, foi a vez de Fernando Collor não ir ao funeral do papa João Paulo 2º, no Vaticano. Na ocasião, Fernando Henrique Cardoso, Itamar Franco (morto em 2011) e José Sarney acompanharam o então presidente Lula.

 

 

Folha

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João realiza visitas técnicas e anuncia investimentos em Alhandra

O governador João Azevêdo realizou, neste sábado (19), visitas técnicas às obras de construção de uma unidade escolar e do Centro de Distribuição do Magazine Luiza, no município de Alhandra.…

Vené parabeniza João pela liderança da PB no Ranking de Competitividade do NE

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) cumprimentou o governador João Azevêdo (PSB) por mais uma conquista da Paraíba, com repercussão nacional. Desta vez a Paraíba conquistou o 11º lugar…