A Paraíba o tempo todo  |

Dilma tem mais votos no interior

Se nos Estados a votação de Dilma Rousseff (PT) neste ano e de Lula (PT) em 2006 foi parecida, nos municípios há uma diferença significativa: a ex-ministra superou o desempenho do presidente em boa parte do interior, mas perdeu em quase todas as capitais e no litoral.

O percentual obtido por Dilma só foi melhor que o de Lula em três capitais estaduais: Maceió (AL), São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS). Dessas, apenas na cidade gaúcha a vantagem da ex-ministra supera dois pontos percentuais (39% a 30%).

Em Florianópolis (SC) e no Rio de Janeiro (RJ), ambos obtiveram os mesmos percentuais. Nas demais 21 capitais estaduais, Lula em 2006 teve um percentual de votos maior que o de Dilma agora.

Ao todo, Dilma teve 46,9% dos votos, enquanto Lula teve 48,6% em 2006. Mas a ex-ministra superou a votação do presidente em cerca de 63% dos municípios. Seus votos foram mais diluídos pelos grotões.

Dilma avançou em praticamente todo o Centro-Oeste. Com ela, o PT também reconquistou espaço no Sul do país e venceu em um Estado da região (RS), algo que não acontecera há quatro anos.

O desempenho do PSDB nos municípios também tem diferenças significativas, embora os resultados por Estados não seja tão diferente.

Em 2006, Geraldo Alckmin (PSDB) havia sido melhor que Lula em dez Estados. Neste ano, José Serra (PSDB) superou Dilma em oito –nenhum em que o partido já não tivesse vantagem. Mas Serra teve votação inferior à de Alckmin em cerca de 85% das cidades.

Por outro lado, neste ano Serra melhorou significativamente sua votação em relação a 2002, quando obteve 23,2% dos votos.

Comparando com 2002, Serra, que agora teve 32,6%, só não cresceu em municípios de Estados então governados por partidos aliados do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Piauí estavam nas mãos do PMDB (à época aliado do PSDB). Bahia, Tocantins, Maranhão e Amazonas tinham governadores do PFL (atual DEM).

 

 

Folha

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe